Coletiva Irrupção Geográfica – Transbordamentos Possíveis abre dia 10 na Fundação

agosto 8, 2018 | EXPOSIÇÕES

Com curadoria de Claudia Zimmer e Juliana Crispe, a Fundação Cultural Badesc abre no dia 10 de agosto, sexta-feira, às 19h, no Espaço Fernando Beck, a exposição coletiva Irrupção Geográfica – Transbordamentos Possíveis. A mostra reúne obras de 13 artistas que propõem discutir mapeamentos literais ou imaginários a que os indivíduos são submetidos e que muitas vezes são provocados por eles mesmos. Com obras em diferentes linguagens – fotografia, objeto, vídeo, instalação e colagem, a exposição inédita trata de cartografias determinadamente imprecisas desenhadas cotidianamente.
“Trabalhamos na curadoria desde novembro de 2017, e as obras escolhidas nos deram o pretexto da viagem à procura de uma nova geografia, e acreditamos que outros tantos se farão presentes a partir da visitação”, comenta Juliana Crispe.
A exposição tem entrada gratuita e fica aberta para visitação de terça a sábado, das 12 às 19h, até o dia 13 de setembro.
 
Curadoras
Claudia Zimmer é mestra e doutora em Artes Visuais com ênfase em Poéticas Visuais,  e pós-doutora em Processos Artísticos Contemporâneos. Pesquisa questões relacionadas à semi-visibilidade e à paisagem e também à prática do deslocamento na arte contemporânea, bem como a fotografia e suas múltiplas conexões e desdobramentos com a pintura, a publicação, entre outros meios.
Juliana Crispe é artista visual, mestra e pós-doutoranda em Artes Visuais, professora e arte-educadora. Realiza pesquisas, exposições, oficinas, workshops, orientações artísticas, curadorias, projetos educativos e cursos de educação continuada.
Artistas e obras que integram a exposição
Ana Sabiá – Vigília de uma Noite de Inverno
Claudia Zimmer Marcar o Dia com Pedra Branca/ Marcar a Noite com Pedra Preta
Daniele Zacarão – Sem título
Eliana Borges – Carto+Grafias
Fabíola Scaranto – Ensaio Sobre a Poeira
Fran Favero – Inundação
Helene Sacco – Odisséia Mínima até Lugar Nenhum
Hélio Fervenza – Ruaquintal
Juliana Crispe – Entre Margens Imprecisas
Juliana Hoffmann – Por Tudo
Maria Ivone dos Santos – As Extensões do Contato
Raquel Stolf – Mar Paradoxo
Sandra Favero – Arqueologicamente Contemporânea – A Escória da Ferrugem
 
Serviço:
O que: Abertura da exposição coletiva Irrupção Geográfica – Transbordamentos Possíveis.
Quando: 10 de agosto, sexta-feira, às 19h. Visitação até 13 de setembro. Terça a sábado, das 12 às 19h.
Local: Fundação Cultural Badesc – Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro, Florianópolis – telefone: (48) 3224-8846
Entrada gratuita.

Tags:

Deixe seu comentário

Blogspot Twitter