Programação do Cineclube para agosto de 2018

agosto 8, 2018 | CINECLUBE

ART 7: BANALIDADE DO MAL
Dia 01, quarta-feira, às 19h

Os Meninos da Rua Paulo
(A Pál utcai fiúk) de Zoltán Fábri. Hungria. 1969. 110 min. Drama. Sem classificação. Com Mari Töröcsik, Anthony Kemp e Sándor Pécsi.

Dois grupos de meninos que resolvem brincar de guerra em disputa pela posse de um terreno baldio.

 

Dia 02, quinta-feira

NÃO HAVERÁ SESSÃO – ABERTURA DE EXPOSIÇÃO

 

CINE BAPHO

Dia 03, sexta-feira, às 19h

Depois do fervo

De Matheus Faisting. Brasil, SC. 2017. 43 min. Documentário. Sem classificação.

O contraste entre a imagem de cidade aberta à diversidade e a realidade da população LGBT de Florianópolis.

Berro

De Marina Simões e Paula Barbarela. Brasil, SP. 2017. 30 min. Documentário. Sem classificação.

A montação dos artistas drag enquanto discutem sexualidade, corpo e as fragilidades dos gêneros.

Mediação: Matheus Faisting, Marina Simões, Paula Barbarela (diretores) e Cláudia Cárdenas (cineasta).

 

CINE FRANCÊS AF

Dia 07, terça-feira, às 19h

Wallay

De Berni Goldblat. França, Burkina Faso. 2017. 114 min. Drama. Sem classficação. Com Makan Nathan Diarra, Ibrahim Koma e Hamadoun Kassogué.

Garoto de 13 anos é enviado de sua casa na França para viver com seu tio em Burkina Faso.

 

ART 7: BANALIDADE DO MAL
Dia 08, quarta-feira, às 19h

A onda
(Die welle) de Dennis Gansel. Alemanha. 2008. 107 min. Drama. 16 anos. Com Jürgen Vogel, Frederick Lau e Max Riemelt.

Professor propõe um experimento para explicar na prática os mecanismos do fascismo.

 

MOSTRA DO FILME LIVRE

Dia 09, quinta-feira, às 19h

Fernando
De Igor Angelkorte, Julia Ariani e Paula Vilela. Brasil. 2017. 71 min. Documentário. Livre.

Fernando, professor e artista, é provocado a interpretar sua própria vida num momento em que está doente.

SESSÃO DIVÃ

Dia 10, sexta-feira, às 19h

A pele de Vênus

(La Vénus à la fourrure) de Roman Polanski. França, Polônia. 2013. 96 min. Drama. 14 anos. Com Emannuelle Seigner e Mathieu Amalric.

Nos testes para uma peça, a atriz Vanda faz um jogo de sedução para convencer o diretor de que é perfeita para viver a protagonista.

Mediadores: Isabela Keller do Valle e Sonia Garcia (psicanalistas).

 

CINE AFRICANO

Dia 14, terça-feira, às 19h

A luz

(Yeelen) de Souleymane Cissé. Mali. 1987. 101 min. Drama/Fantasia. Livre. Com Issiaka Kane, Aoua Sangare e Niamanto Sanogo.

Dotado de poderes mágicos, um jovem parte em busca de seu tio para pedir ajuda em uma luta contra o pai.

Mediador: Alex Brandão (LEHAf/UFSC).

 

ART 7: BANALIDADE DO MAL
Dia 15, quarta-feira, às 19h

Experimento de aprisionamento de Stanford
(The Stanford Prison Experiment) de Kyle Patrick Alvarez. EUA. 2015. 122 min. Biografia. 14 anos. Com Billy Crudup, Ezra Miller e Michael Angarano.

Nos anos 1970 um experimento quer apontar a causa do comportamento abusivo nas prisões.

 

INFÂNCIA, CULTURA E ARTE

Dia 16, quinta-feira, às 19h

O segredo do livro de Kells

(The secret of Kells) de Tomm Moore e Nora Twomey. França. 2009. 71 min. Animação. Livre.

Numa floresta irlandesa, o jovem Brendon se prepara para tornar-se guardião do mosteiro, recebendo a missão de apresentar ao mundo o fantástico Livro de Kells.

Mediação: Núcleo Infância, Cultura, Comunicação e Arte (NICA, UFSC).

 

PSICANÁLISE VAI AO CINEMA

Dia 17, sexta-feira, às 19h

Crash

De David Cronenberg. França, Reino Unido. 1996. 100 min. Drama. 18 anos. Com James Spader, Holly Hunter e Elias Koteas.

Após sofrer um violento acidente de carro, um homem se envolve com um grupo de pessoas que tem um estranho prazer de ligar o perigo da morte ao desejo sexual.

 

CINESESC – ANIME

Dia 18, sábado, às 15h

Castelo no céu

(Tenkû no shiro Rapyuta) de Hayao Miyazaki. Japão. 1986. 125 min. Animação. Livre.

A menina Sheeta cai misteriosamente do céu nos braços de Pazu, um garoto que vive e trabalha em uma pequena cidade nas montanhas. Eles passam a ser perseguidos por piratas do ar, o que resulta numa busca pela verdadeira identidade dela e por Laputa, um misterioso castelo no céu.

Mediação: Viviane Mayumi e Luiza Guerreiro (produtoras) e Eduardo Canci (roteirista).

 

FOCO EM CINEMA

Dia 21, terça-feira, às 17h

O poder da palavra

(Puissance de la parole) de Jean-Luc Godard. França. 1988. 25 min. Drama, ficção científica. 16 anos. Com Jean Bouise, Laurence Côte e Jean-Michel Irribaren.

Dois casais mantêm discussões apaixonadas: um interpreta fragmentos do texto célebre de James Cain, The Postman Always Rings Twice; o outro casal, Agathos e Oinos, são personagens de O poder da palavra, texto de Edgar Allan Poe.

Une simple histoire

De Marcel Hanoun. França. 1959. 65 min. Drama. 16 anos. Com Raymond Jourdan, Gilette Barbier, Madeleine Marion.

Uma mulher vivendo na penúria chega em Paris com sua pequena filha em busca de emprego.

Mediadores: Bruno Andrade (crítico de cinema).

FOCO EM CINEMA

Dia 21, terça-feira, às 19h

Unsere Afrikareise

De Peter Kubelka. Áustria. 1966. 13 min. Experimental. 16 anos.

Semi-documentário de uma viagem de caça na África.

Copacabana Mon Amour

De Rogério Sganzerla. Brasil. 1970. 75 min. Comédia. 16 anos. Com Helena Ignez, Otoniel Serra e Guará Rodrigues.

Sônia Silk sonha ser cantora da Rádio Nacional, mas por enquanto é prostituta no calçadão de Copacabana.
Mediadores: Bruno Andrade (crítico de cinema).

 

ART 7: BANALIDADE DO MAL
Dia 22, quarta-feira, às 19h

O filho de Saul
(Saul fia) de László Nemes. Hungria. 2015. 107 minn. Drama. Sem classificação. Com Géza Röhrig, Sándor Zsótér e Levente Molnár.

Saul é um judeu obrigado a trabalhar para os nazistas, e é um dos responsáveis em limpar as câmaras de gás..

 

CINE DELAS [FLORIPA]: Mostra Lucila Meirelles

Dia 23, quinta-feira, às 19h

Pivete

De Lucila Meirelles. Brasil. 1987. 6 min. Documentário. 16 anos.

Crianças autistas

De Lucila Meirelles. Brasil. 1989. 11 min. Documentário experimental. Livre

Sinfonia Panamerica

De Lucila Meirelles. Brasil. 1988. 17 min. Documentário experimental. 16 anos.
O olho que não TV

De Lucila Meirelles. Brasil. 1998. 2 min. Ficção. Livre.
Eu nunca esqueci

De Lucila Meirelles. Brasil. 2001. 1 min. Ficção. 16 anos.

Anátema

De Lucila Meirelles e Augusto Calçada. Brasil. 2013. 2 min. Videoarte. Livre

Julieta é Bárbara

De José Roberto Aguilar, Pichi Martirani e Lucila Meirelles. Brasil. 2004.  27 min. Documentário experimental. Livre.

 

DOCUMENTÁRIO HISTÓRICO

Dia 24, sexta-feira, às 19h

Arte Pública
De Pedro Geraldo Escosteguy. Brasil. 1967. 15 min. Documentário. Sem classificação.

Portinari, um pintor de Bradowsky
De João Batista de Andrade. Brasil. 1968. 12 min. Documentário. Sem classificação.
Pixinguinha e a velha guarda do samba
De Thomas Farkas. Brasil. 2007. 10 min. Documentário. Sem classificação.

Di Cavalcanti Di Glauber
De Glauber Rocha. Brasil. 1977. 16 min. Documentário. Sem classificação.

 

CICLOS LATINOAMERICANOS

Dia 28, terça-feira, às 19h

Pelo malo

De Mariana Rondón. Venezuela, Argentina, Peru e Alemanha. 2013. 93min. Drama. 14 anos. Com Samuel Zambrano, Samantha Castillo e Nelly Ramos.

Junior, um menino de nove anos, sonha em alisar o cabelo para ficar mais parecido com um cantor de cabelos compridos.

 

ART 7: BANALIDADE DO MAL
Dia 29, quarta-feira, às 19h

O Senhor das Moscas
(The Lord of the Flies) de Peter Brook. Reino Unido. 1963. 92 min. Drama. Sem classificação. Com James Aubrey, Tom Chapin, Hugh Edwards

Um grupo de crianças vê-se perdido numa ilha deserta onde criam uma sociedade com regras próprias, dividida em duas facções: uma pacífica e outra violenta.

 

MOSTRA DO FILME LIVRE

Dia 30, quinta-feira, às 19h

Historiografia
De Amanda Pó. Brasil. 2017. 4 min. Documentário. 12 anos.
Travessia
De Safira Moreira. Brasil. 2017. 5 min. Documentário. Livre.

CorpoStyleDanceMachine
De Ulisses Arthur. Brasil. 2017. 7 min. Documentário. Livre.

A paz ainda virá nesta vida
De Isabella Geoffroy e Nícolas Bezerra. Brasil. 2017. 6 min. Documentário. 14 anos.

A retirada para um coração bruto
De Marco Antônio Pereira. Brasil. 2017. 15 min. Documentário. Livre.

Talaatay Nder
De Chantal Durpoix. Brasil. 2016. 20 min. Documentário. Livre.

 

CINEMA ENTRE FRONTEIRAS

Dia 31, sexta-feira, às 19h

A pequena loja da rua principal

(Obchod na korze) de Ján Kadár e Elmar Klos. Tchecoslováquia. 1965. 128 min. Drama. 16 anos.

Um camponês Tcheco divide-se entre a ganância e a culpa quando um chefe da base nazista de sua cidade o nomeia Supervisor Ariano de uma loja de botões de uma idosa viúva judia.

 

Tags:

Deixe seu comentário

Blogspot Twitter