Programação abril

Abril 1, 2012 | CINECLUBE

Confira aqui nossa programação para o mês de abril!

Dia 2, Cine Francês

O amor é mudo
(Cause toujours!)
De Jeanne Labrune, França, 2004. 87min. Comédia. Sem classificação.
Com Didier Bezace, Jean-Pierre Darroussin e Victória Abril.
Um história em forma de fantasia sobre suspeitar e sobre confiar.

 

 

 

Dia 3, Art 7

O homem que matou o facínora
(Man who shot Liberty Valance)
De John Ford, EUA, 1962. 123min. Faroeste. 12 anos.
Com John Wayne, James Stewart e Vera Miles.
Ransom Stoddard e sua esposa Hallie chegam numa pequena cidade para um funeral. Ao ser entrevistado por um repórter, Stoddard conta a história de quando era advogado no local e desejava deter o terrível pistoleiro Liberty Valance.
Mediação Rodrigo de Haro

 

Dia 5, Imagens Políticas

Vladimir e Rosa
(Vladimir et Rosa)
De Grupo Dziga Vertov, Jean-Luc Godard e Jen-Pierre Gorin, França/Alemanha, 1971. 106min. Drama. Sem classificação.
Com Yves Afonso, Juliet Berto e Jean-Luc Godard.
A interpretação de Godard e Gorin sobre o julgamento de Os Sete de Chicago, réus acusados durante a convenção democrata de 1968.
Mediação Profa. Fátima Lima (UDESC)
Debate com Ana Lucia Vilela, doutoranda em história (UFSC).

 

Dia 9, Cine Francês

As aventuras de M. Hulot no tráfego louco
(Trafic)
De Jacques Tati, França, 1971. 93min. Comédia. Livre.
Com Jacques Tati, Marcel Fraval e Honoré Bostel.
Sr. Hulot leva um veículo que ele próprio desenhou para uma exposição de automóveis em Amsterdã. A viagem é interrompida várias vezes por pequenos acidentes que revelam seu estilo engraçado e desastroso.

 

 

Dia 12, Cine Tibetano

Himalaia
(Himalaya – l’enfance d’un chef)
De Eric Valli, França/Suíça/Reino Unido/Nepal, 1999. 108min. Drama. Livre.
Com Thilen Lhondup, Lhapka Tsamchoe e Gurgon Kyap.
O filme narra o conflito entre dois habitantes de Dolpo, aldeia do nordeste do Himalaia, região de cultura tibetana original.

 

 

 

Dia 13, Psicanálise vai ao cinema

Stella
De Sylvie Verheyde, França, 2008. 103min. Drama. 14 anos.
Com Léora Barbara, Mélissa Rodriguès e Laëtitia Guerard.
Stella tem 11 anos e vive com os pais em um bar na periferia de Paris. Quando é admitida em uma escola prestigiada conhece Gladys, que lhe apresenta um novo mundo através da música e da literatura.
Curadoria Soraya Valerim.

 

 

Dia 16, Cine Francês

Duas senhoras
(Dans la vie)
De Philippe Faucon, França, 2007. 73min. Drama. 12 anos.
Com Houria Belhadji, Sabrina Ben Abdallah e Mohamed Chabane-Chaouche.
Selima é uma jovem enfermeira árabe que aceita o trabalho de cuidar de Esther, uma idosa judia. Apesar das diferenças, surge entre elas uma grande amizade.

 

 

 

Dia 17, Art 7

O Picolino
(Top hat)
De Mark Sandrich, EUA, 1935. 109min. Comédia/Musical. Livre.
Com Fred Astaire, Ginger Rogers e Edward Everett Horton.
Jerry Travers, um dançarino americano, está num hotel em Londres ensaiando para um show. Lá, ele encontra a bela Dale Tremont e se apaixona, mas uma confusão de identidades atrapalha seus planos de conquistá-la.
Mediação Darci Costa

 

Dia 19, Brazuca Filmes

Cego Oliveira no sertão do seu olhar
De Lucila Meirelles, SP, 1998. 17min. Documentário. Livre.
Cego Oliveira tinha uma outra visão do mundo. Ao registrar as imagens ocorriam-lhe alterações oculares que produziam interferências na sua maneira de olhar.

Janela da alma
De João Jardim e Walter Carvalho, RJ, 2001. 73min. Documentário. Livre.
A partir da ansiedade daqueles que “pouco” enxergam, o documentário faz um ensaio poético e bem humorado sobre o que é olhar.
Curadoria e mediação Fernanda do Canto.

 

Dia 20, O filme que eu gostaria de ter feito

Berlin: Sinfonia da metrópole
(Berlin: Die sinfonie der Großstadt)
De Walter Ruttmann, Alemanha, 1927. 65min. Documentário. Livre.
O filme mostra o ritmo de um dia em Berlim, do amanhecer ao fim da noite.
Filme escolhido por Gilberto Gerlach.

 

 

 

Dia 23, Cine Francês

De víbora em punho
(Vipère au poing)
De Philippe de Broca, França/Reino Unido, 2004.100min. Comédia/Drama. Livre.
Com Catherine Frot, Jacques Villeret e Jules Sitruk.
Adaptação do romance homônimo de Hervé Bazin. O filme mostra o combate ferozmente engraçado travado por uma criança contra sua própria mãe numa família burguesa no final dos anos 20.

 

 

Dia 24, Hispano Movies

Histórias mínimas
(Historias mínimas)
De Carlos Sorin, Argentina, 2002. 92min. Drama/Comédia. Livre.
Com Javier Lombardo, Antonio Benedicti e Javiera Bravo.
Histórias e sonhos de três adultos e um bebê se cruzam em meio à rota deserta da Patagônia.
Curadoria e mediação Fernanda do Canto.

 

Dia 25, Fotografia e Cinema

Repórteres de guerra
(The bang bang club)
De Steven Silver, Canadá/África do Sul, 2010. 106min. Drama. 14 anos.
Com Ryan Phillippe, Malin Akerman e Taylor Kitsch.
Baseado no livro The bang bang club, de Marinovich e João Silva. História de um grupo de jovens repórteres de guerra: Greg Marinovich, João Silva, Kevin Carter e Ken Oosterbroek.

 

Dia 26, Cine Alemão

Quatro minutos
(Vier minuten)
De Chris Kraus, Alemanha, 2006. 112min. Drama. 16 anos.
Com Monica Bleibtreu, Hannah Herzsprung e Vadim Glowna.
A conturbada relação entre Jenny, uma condenada por homicídio, e Traude, sua professora de piano, numa prisão feminina.

 

 

Dia 27, Cinema, Chá e Cultura

O terceiro homem
(The third man)
De Carol Reed, Inglaterra, 1949. 104min. Noir/Suspense. 14 anos.
Com Joseph Cotten, Alida Valli e Orson Welles.
Holly Martins é um escritor americano que investiga a morte de seu amigo Harry Lime.
Mediação: Daniel Serravalle de Sá

 

 

Tags:

Deixe seu comentário

Blogspot Twitter