Dia da marmota

Abril 4, 2012 | EXPOSIÇÕES

Tecidos e fitas transparentes sobrepostos, amarrados e presos em alfinetes são utilizados por Luciana Knabben para compor as “pinturas” da exposição Dia da Marmota, que abre no dia 5, às 19h, na Fundação Cultural Badesc, e foi selecionada pelo edital de artes visuais da casa. As oito obras, feitas entre 2008 e 2011, dão aos materiais um novo sentido, subvertendo o suporte clássico dos quadros ao serem aplicadas diretamente no branco das paredes do espaço Fernando Beck.

O título da exposição faz referência ao filme Feitiço do tempo, de Harold Ramis. Na história, o personagem principal, um repórter frustrado com a cobertura do Dia da marmota, acorda sempre no mesmo dia e é obrigado a vivenciá-lo repetidamente. É nesse tempo cíclico que a artista encontra um novo olhar para trazer à tona sutilezas e fragilidades humanas em situações pictóricas.

Nascida em Blumenau, Luciana Knabben vive e trabalha em Balneário Camboriú. É graduada em Arquitetura e Urbanismo pela UFSC e em Pintura e Gravura pela Udesc, onde também fez pós-graduação em Linguagens Visuais Contemporâneas.

Tags:

Deixe seu comentário

Blogspot Twitter