Cineclube exibe filme Quanto Mais Quente Melhor

maio 10, 2017 | CINECLUBE

18358659_1291519257633482_4018120320618876211_oNa terça-feira, 16 de maio, às 19h, o Cineclube da Fundação Cultural Badesc apresenta a sessão O Filme que eu gostaria de ter feito, em que um convidado escolhe um vídeo para apresentar e discutir com o público. O filme exibido será Quanto Mais Quente Melhor, escolhido pelo crítico José Geraldo Couto.

 

O longa metragem, com Jack Lemmon, Tony Curtis e Marilyn Monroe, desafiou algumas convenções cinematográficas da década de 1950, abordando temas como cross dressing – termo que se refere a pessoas que vestem roupa ou usam objetos associados ao sexo oposto – e homossexualidade com naturalidade e irreverência.

 

José Geraldo Couto é crítico de cinema, jornalista e tradutor. Trabalhou durante mais de vinte anos na Folha de São Paulo e três na revista Set. Publicou, entre outros livros, André Breton (Brasiliense), Brasil: Anos 60 (Ática) e Florianópolis (Coleção Cidades do Brasil, Publifolha). Participou com artigos e ensaios dos livros O cinema dos anos 80 (Brasiliense), Folha conta 100 anos de cinema (Imago) e Os filmes que sonhamos (Lume), entre outros. Escreve regularmente sobre cinema para a revista Carta Capital e mantém uma coluna de cinema no blog do Instituto Moreira Salles.

 

Sinopse

Quanto Mais Quente Melhor

(Some Like it Hot) de Billy Wilder. EUA. 1959. 121 min. Comédia, romance. Livre. Com Marilyn Monroe, Tony Curtis, Jack Lemmon.

Após testemunhar um assassinato de gângsters, uma dupla de músico se disfarça de mulheres para poder fugir da cidade.

Serviço:
O que: Sessão O Filme que Eu gostaria de Ter Feito, com a exibição de Quanto Mais Quente Melhor
Quando: 16 de maio de 2017, terça-feira, às 19h
Local: Fundação Cultural Badesc – Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro, Florianópolis – telefone: (48) 3224-8846
Entrada gratuita

Tags:

Deixe seu comentário

Blogspot Twitter