Cineclube da Fundação Badesc recebe mostra Aliança Francesa de Cinema

outubro 23, 2017 | CINECLUBE

23 - precurseur oublié

Nos dias 23, 24, 27, 30 e 31 de outubro, às 19h, o Cineclube da Fundação Cultural Badesc recebe a mostra Aliança Francesa de Cinema. Uma variedade de filmes com produção francesa será exibida gratuitamente.

Nesta edição, o evento que tem parceria do Laboratório de Estudos da História da África da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), faz uma homenagem a Paulin Soumanou Vieyra, um dos precursores do cinema africano.  O ciclo sobre Vieryra contará com duas sessões (dias 23 e 24) e após as exibições haverá um debate com Stéphane Vieyra, filho do cineasta e presidente da Paulin Soumanou Vieyra-Films (PSV-Films), entidade responsável pela manutenção e divulgação da obra de Vieyra no mundo.

Nos outros dias, serão exibidos os filmes Barcelona ou a Morte (27), Suzanne (30) e A Batalha de Solferino (31). Os ingressos serão distribuídos 30 minutos antes do início da sessão.

Sinopses

Dia 23, segunda-feira

Diálogos entre França e África

C’était il y a quatre ans

de Paulin Soumanou Vieyra. França. 1955. 9 min. Ficção.

Neste filme para conclusão do curso no Instituto de Altos Estudos Cinematográficos (IDHEC), Paulin Vieyra retrata o “entre-lugar” de um estudante africano e aborda a sua subjetividade moderna.

Afrique sur Seine

De Paulin Soumanou Vieyra. Senegal. 1955. 21 min. Documentário.

A África fora dela, às margens do rio Sena em Paris, é o foco deste filme que interpela uma geração de jovens africanos em busca de sua identidade, de sua cultura e de seu futuro.

Une Africaine sur Seine

De Ndeye Marame Gueye. Senegal. 2015. 10 min. Documentário.

Uma jovem senegalesa em Paris evoca Afrique-sur- Seine (1955) 60 anos depois. Homenagem intimista a um dos grandes cineastas da primeira geração do cinema africano.

Lamb

de Paulin Soumanou Vieyra. França. 1963. 18 min. Documentário.

Lamb (luta em wolof) é apresentado como um “esporte nacional” no Senegal. Paulin S. Vieyra identifica a luta tradicional senegalesa como um evento de coesão social e unidade nacional.

Comentarista: Stepháne Vieyra – presidente da PSV-Films.

 

Dia 24, terça-feira

Diálogos entre França e África

Une nation est née

de Paulin Soumanou Vieyra. Senegal. 1961. 17 min. Documentário.

A alegoria do nascimento de um país africano, da colonização francesa à soberania nacional.

Sindiely

de Paulin Soumanou Vieyra. Senegal. 1965. 12 min. Ficção.

Um pai quer casar a filha contra a sua vontade. A jovem recusa seu pretendente, um rico comerciante, pois ela ama um jovem rapaz. A tensão entre as convenções de uma tradição familiar e os desejos individuais acirra o drama da jovem.

Ndiongane

De Paulin Soumanou Vieyra. Senegal. 1965. 18 min. Ficção.

Baseado no conto Petit Mari, do escritor senegalês Birago Diop. Um caçador, morto por um leão, deixa mulher e duas crianças. O filho se torna Ndion Gane, o “pequeno marido”. Mas sua nova condição não evita a tragédia familiar.

Mol

de Paulin Soumanou Vieyra. Senegal. 1966. 26 min. Ficção.

Um jovem pescador sonha com uma barca motorizada. Seu sonho torna-se realidade. Mas o jovem pescador se vê num conflito entre tradição e modernidade.

Comentarista: Stepháne Vieyra – presidente da PSV-Films.

 

Dia 27, sexta-feira

Diálogos entre França e África

Barcelona ou a Morte

(Barcelone ou la Mort) de Idrissa Guiro. França. 2007. 50 min. Documentário. Sem classificação.

Com a falência da cultura da pesca e a dificuldade de encontrar sustento, migrantes senegaleses partem de Dakar para uma arriscada jornada em direção à Europa.

 

Dia 30

Suzanne

Jovens diretoras

de Katell Quillévéré. França. 2013. 94 min. Drama. Sem classificação. Com  Sara Forestier, François Damiens, Adèle Haenel.

Garota vive com o pai e sua irmã, da qual é inseparável, até que se apaixona por um jovem infrator que muda a sua vida.

 

Dia 31

Jovens diretoras

A Batalha de Solferino

(La Bataille de Solférino) de Justine Triet. França. 2013. 94 min. Drama. Sem classificação. Com  Laetitia Dosch, Vincent Macaigne, Arthur Harari.

No dia do 2º turno das eleições na França, jornalista está atrasada para ir cobrir o evento quando seu ex-marido aparece em sua casa para visitar as duas filhas do casal.

 

Serviço:
O que: Mostra Aliança Francesa de Cinema
Quando: 23, 24, 27, 30 e 31 de outubro, às 19h
Local: Fundação Cultural Badesc – Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro, Florianópolis – telefone: (48) 3224-8846
Entrada gratuita – retirada de senhas a partir das 18h30

Tags:

Deixe seu comentário

Blogspot Twitter