Programação 2018

 

Abril

ABERTURA DE EXPOSIÇÃO

Espaço Fernando Beck | Jovens Artistas: Arte Contemporânea em Santa Catarina

Abertura dia 12 de abril, quinta-feira, às 19h.

Visitação até 11 de maio, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19h.

Projeto contemplado pelo prêmio Elisabete Anderle, em 2017, a mostra exibe obras de jovens artistas visuais, que atuam no contexto e cenário da arte contemporânea no Estado, visando ampliar a inserção destes no sistema e nos espaços culturais catarinenses, nacionais e internacionais.

 

Espaço 2 | Empilhamento máximo, de Gabi Bresola

Abertura dia 05 de abril, quinta-feira, às 19h.

Visitação até 03 de maio, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19h.

O que está empilhado em palavras e imagens sugere diferentes representações da figura do livro: o objeto de abrigo e registro da história, do temor da perda e, paradoxalmente, um produto de reprodução mecânica de proliferação que não escapa do sistema comercial, e muito por isso vira apara. Gabi Bresola é produtora cultural e editora. Mestranda no PPGAV\UDESC, pesquisa publicações de artista e a edição como uma prática artística.

EXPOSIÇÃO

Espaço Fernando Beck | Entre nós, o silêncio, de Franzoi

Visitação até 05 de abril, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19h.

 

LANÇAMENTOS

LIVRO Enclave, de Marcelo Labes

Dia 19 de abril, quinta-feira, às 19h.

A quinta publicação de Marcelo Labes reúne poemas sobre seu lugar de origem, a cidade e o estado onde reside com um olhar subjetivo sobre a história e o contexto social.  Em seus poemas, Marcelo Labes procura revelar esta saudade meridional, este sentimento de não-pertencimento ao país onde está inserido – e de onde foge sempre mais para dentro de si.

 

Interlocuções Possíveis Kosuth e Schwanke.  Org. de Maria Regina Schroeder Schwanke, Néri Pedroso e Rosângela Cherem

Dia 13 de abril, sexta-feira, às 19h.

Realização do Instituto Schwanke e do Museu de Arte Contemporânea Luiz Henrique Schwanke,  desdobramento do projeto que em 2013 trouxe a Joinville o artista experimental norte-americano Joseph Kosuth,  um dos pioneiros da arte conceitual. A publicação bilíngue inclui a conferência proferida por Kosuth, textos de Fernanda Pereira Medina, Sandra Tireck Junqueira, Euler Renato Westphal e uma entrevista de Paulo Herkenhoff feita por Néri Pedroso. O crítico de arte também integrou o projeto como conferencista.

 

CATÁLOGO da Fundação 2016-2017

Dia 26 de abril, quinta-feira, às 19h.

Este ano a Fundação lança o segundo catálogo de atividades do biênio 2016-2017, reunindo imagens e textos sobre todas as exposições recebidas nos Espaços, além de informações sobre os eventos de música, feiras, lançamentos e principais Mostras que ocorreram no Cineclube. A publicação é resultado de projeto vencedor no Edital Elisabete Anderle, em 2017.

 

CINECLUBE

*Todas as sessões às 19h

Dia 02, segunda-feira, Cine Africano

O grito do coração

(Le cri du coeur) de Idrissa Ouedraogo. Burkina Faso, França. 1994. 81 min. Comédia/Drama. 16 anos. Com Richard Bohringer, Saïd Diarra e Félicité Wouassi.
Moctar, uma jovem francesa criada no Mali, volta pra Europa e começa a ter visões de hienas nas ruas de Paris, o que lhe causa problemas com os adultos.

Mediação: Prof. Dr. Sílvio Marcus de Souza Correa (LEHAF/UFSC).

 

Dia 03, terça-feira, Cinema Sul Coreano Contemporâneo

Sol secreto

(Milyang) de Lee Chang-dong. Coréia do Sul. 2007. 142 min. Drama/Romance. Sem classificação. Com

Sin-ae é uma jovem mãe que se muda com o filho pequeno Jun para Milyang, uma cidadezinha onde o falecido marido nasceu.


Dia 04, quarta-feira, ART 7: Bastidores em cena

A garota
(The girl) de Julian Jarrold. EUA. 2012. 91 min. Biografia. Sem classificação. Com Sienna Miller, Toby Jones e Imelda Staunton.

O obsessivo relacionamento do diretor Alfred Hitchcock e a atriz Tippi Hedren, a protagonista dos filmes Os pássaros e Marnie – Confissões de uma ladra.

 

Dia 05, quinta-feira, Abertura de Exposição

NÃO HAVERÁ SESSÃO NO CINECLUBE

 

Dia 06, sexta-feira, Documentário Histórico

Passe livre

De Osvaldo Caldeiras. Brasil. 1974. 73 min. Documentário. Sem classificação.
A vida do jogador Afonsinho, proibido de jogar futebol por não cortar a barba e os cabelos, através de depoimentos de personalidades do futebol como Barbosa, João Saldanha e Zagallo.

 

Dia 09, segunda-feira, Ciclos Latinoamericanos: Paraguai

La Hamaca Paraguaya

De Paz Encina. Paraguai, Argentina, Holanda. 2006. 75 min. Drama. Sem classificação. Com Ramon Del Rio, Georgina Genes e Jorge López.

Em 1935, num lugar remoto do Paraguai, o casal de idosos Cândida e Ramón espera pelo filho que foi lutar na Guerra do Chaco.

 

Dia 10, terça-feira, Cinema Sul Coreano Contemporâneo

Castaway on the moon

(Kimssi pyoryugi) de Hae-jun Lee. Coréia do Sul. 2009. 116 min. Drama/Comédia. Sem classificação. Com Jae-yeong Jeong, Ryeowon Jung e Yeong-seo Park.

Kim tenta suicidar-se saltando de uma ponte sobre o Rio Han. Ele acorda numa ilha e passa a viver uma vida solitária.

 

Dia 11, quarta-feira, ART 7: Bastidores em cena

Os pássaros
(The birds) de Alfred Hitchcock. EUA. 1963. 119 min. Suspense. Sem classificação. Com Tippi Hedren, Rod Taylor e Suzanne Pleshette.

Milhares de pássaros migram para a cidade de Bodega Bay, Califórnia, e começam a atacar as pessoas.

 

 

Dia 12, quinta-feira, Grandes Diretoras: Ulrike Ottinger

Sob a neve

(Unter Schnee) de Ulrike Ottinger. Alemanha. 2011. 108 min. Documentário. Sem classificação.

A rotina e rituais dos habitantes da região de Echigo, no Japão, que passa boa parte do ano coberta de neve.

 

Dia 13, sexta-feira, Sessão Divã

A senhora da van

(The lady in the van) de Nicholas Hytner. Reino Unido. 2016. 104 min. Comédia. 10 anos. Com Maggie Smith, Alex Jennings e Jim Broadbent.

A excêntrica senhora Mary Shepherd, mora em uma van numa vizinhança que desaprova seu estilo de vida. Porém, o escritor Allan Bennet resolve ajudá-la.

Mediação: Michele Brofman, psicóloga e Isabela Keller do Valle, psicanalista, membros do Fórum do Campo Lacaniano de Florianópolis (em formação).

 

Dia 16, segunda-feira, Infância, Cultura e Arte

A guerra dos botões

(War of the buttons) de John Roberts. EUA. 1994. 95 min. Aventura. 12 anos. Com Brendan McNamara, Colm Meaney e Daragh Naughton.

Grupos rivais de crianças se preparam para uma guerra, na qual o troféu são os botões dos adversários.

Mediação: Núcleo Infância, Comunicação, Cultura e Arte (NICA, UFSC/CNPq).

 

Dia 17, terça-feira, Cinema Sul Coreano Contemporâneo

A era da escuridão

(Mil-jeong) de Jee-woon Kim. Coréia do Sul. 2016. 140 min. Ação/Drama. 16 anos. Com Byung-hun Lee, Kang-ho Song e Yoo Gong.

Década de 1920. Agentes secretos da resistência coreana embarcam em uma missão para contrabandear explosivos com o objetivo de destruir parte do exército japonês.

 

Dia 18, quarta-feira, ART 7: Bastidores em cena

Walt nos Bastidores de Mary Poppins
(Saving Mr. Banks) de John Lee Hancock. EUA. 2013. 122 min. Biografia. 10 anos.

Com Tom Hanks, Emma Thompson e Paul Giamatti.

Durante 20 anos, Walt Disney tentou adquirir os direitos de Mary Poppins da escritora australiana P.L. Travers, que sempre se recusou a vendê-los.

 

Dia 19, quinta-feira, Cine Francês AF

O demônio da Algéria

(Pépé le moko) de Julien Duvivier. França. 1937. 94 min. Crime/Drama. Sem classificação. Com Jean Gabin, Gabriel Gabrio e Saturnin Fabre.

Um criminoso procurado é protegido pelos amigos em Casbah, mas é tentado a deixar a segurança do esconderijo por uma visitante parisiense.

 

Dia 20, sexta-feira, Psicanálise vai ao Cinema

Taxi Driver

De Martin Scorsese. EUA. 1976. 114 min. Drama/Policial. 14 anos. Com Robert De Niro, Jodie Foster e Harvey Keitel.

O solitário taxista Travis, soldado sobrevivente da guerra, é assolado por um senso de justiça aterrador após o encontro com duas mulheres .

 

Dia 23, segunda-feira, Foco em Cinema

A nova saga do clã Taira

(Shin Heike monogatari) de Kenji Mizoguchi. Japão. 1955. 108 min. Drama. Sem classificação. Com Narutoshi Hayashi, Raizô Ichikawa e Tatsuya Ishiguro.

Ascensão e queda do clã Taira e suas lutas com o clã Genji.

Mediação: Bruno Andrade, crítico de cinema.

 

Dia 24, terça-feira, Foco em Cinema

Chuva de luz na montanha vazia

(Kong shan ling yu) de King Hu. Hong Kong. 1979. 120 min. Ação/Drama. Sem classificação. Com Feng Hsu, Yueh Sun e Chun Shih.

Durante a escolha do próximo superior de um monastério budista, os dignitários que acompanham a cerimônia cobiçam um inestimável pergaminho protegido pelo Templo.

Mediação: Bruno Andrade, crítico de cinema.

 

Dia 25, quarta-feira, ART 7: Bastidores em cena

Mary Poppins
De Robert Stevenson. EUA. 1964. 139 min. Musical. Sem classificação. Com Julie Andrews, Dick Van Dyke e David Tomlinson.

Trazida pelo vento em um guarda-chuva voador, uma babá com poderes mágicos aparece para transformar a triste rotina de uma família londrina.

 

Dia 26, quinta-feira, Lançamento do Catálogo 2016-2017

NÃO HAVERÁ SESSÃO NO CINECLUBE

 

Dia 27, sexta-feira, Cinema e Teatro
Eles não usam black-tie

De Leon Hirszman. Brasil. 1981. 123 min. Drama. 14 anos. Com Gianfrancesco Guarnieri e Fernanda Montenegro.
Otávio é militante sindical e organiza um movimento grevista para resistir às práticas exploradoras de uma metalúrgica.

 

 

 

Dia 30, segunda-feira, Cine Delas [Floripa]


Repense o elogio

De Estela Renner. Brasil, SP. 2017. 49 min. Documentário. Sem classificação.

Uma discussão sobre a maneira como as meninas e os meninos são elogiados e como isso reflete no seu desenvolvimento.

 

 

Como você trata as mulheres de amanhã?
De João Claudio Lins, Alexandre Assis Corrêa e Junior Crocetta. Brasil, SC. 2018. 15 min. Documentário. Livre.

Alice e Ana Beatriz: meninas hoje, mulheres amanhã. Em comum, famílias conscientes do papel feminino em uma sociedade igualitária.

 

Papo de mulher com Juliany Silva

De Ludmilla Gadotti. Brasil, SC. 2018. 2 min. Documentário. Livre.

A criadora da página Ginecologista Sincera fala sobre a importância do autoconhecimento e da difusão de informações para a desconstrução de preconceitos.

Mediação: Equipe do documentário “Como você trata as mulheres de amanhã?”, Marina Teixeira (produtora), João Claudio Lins (diretor), Débora Rosseto (entrevistada) e Juliany Silva, idealizadora da página Ginecologista Sincera.

 

Março

IMG PARA SITE

 

 

 

 

ABERTURA DE EXPOSIÇÃO Espaço Fernando Beck

Entre nós, o silêncio, de Franzoi

Abertura dia 1º de março, quinta-feira, às 19h.

Visitação até 05 de abril, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19h.

Misto de performance, registros, instalações, vídeo arte e  videoinstalações, a exposição reivindica a noção de ciclo, de passagem inexorável de tudo que se estende na temporalidade para o entendimento de aspectos fundamentais da existência. Os vestígios que o artista abandona após a performance servem de sinal, de rastro da aventura individual. A herança que deixa é o espaço para reflexão e quietude.

A abertura contará com a performance entre nós, o silêncio II.

No dia 12 de março, às 15h, será realizada na escadaria da Catedral Metropolitana a performance almacorpo.

No dia 02 de abril, às 17h, acontece a roda de conversa intitulada performance de onde vem, para onde vai, seguida da  performance o que se faz presente II.

EXPOSIÇÃO Espaço 2

Olhar o desenho, de Flávia Duzzo

Visitação até 22 de março, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19h.

A exposição coloca frente a frente trabalhos de duas fases distintas da artista, com uma diferença de oito anos em sua elaboração. Fica a questão: que tipo de relação se poderia traçar, ou ainda, haveria algum tipo de recorrência nas etapas desse processo? Flávia Duzzo é doutora em artes visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com pós-doutorado na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

 

LANÇAMENTO DE LIVRO

Leya Mira Brander: mil palavras, mil imagens, de Sandra Checruski Souza

Dia 15, quarta-feira, às 19h.

A obra apresenta o trabalho e o encontro da autora com a artista catarinense Leya Mira Brander. A obra é dividida em dois livros, um com um encontro-entrevista e outro uma análise do trabalho de Leya, com uma narrativa de montagem envolvendo outros textos. A publicação surgiu da dissertação de mestrado de Sandra. O projeto foi contemplado com o Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2014.

PORTAL BANCODERIMAS.COM

Dia 29 de março, quinta-feira, às 19h30, coquetel de abertura.

Às 20h40, apresentação da ferramenta no Auditório.

O Banco de Rimas é uma ferramenta pioneira no Brasil que dispõe de um banco com milhares de palavras com a possibilidade de busca rimas com filtros diversos (como acentuação, número de sílabas, antônimos). Direcionada para compositores, escritores, poetas e publicitários, também oferece orientações sobre como utilizar rimas na música, na literatura e no marketing. A idealizadora é Paula Musique, musicista (UDESC), administradora (UFSC) e educadora.

 

CINECLUBE

Dia 01, quinta-feira, 19h, Documentário Histórico

01 Viramundo (print)Viramundo

De Geraldo Sarno. Brasil. 1965. 37min. Documentário. Livre.

A vida dos migrantes que deixam o nordeste do Brasil em direção a São Paulo nos anos 1960, em busca de melhores condições de sobrevivência.

 

 

01 Subterrâneos do futebolSubterrâneos do futebol

De Maurice Capovilla. Brasil. 1965. 32min. Documentário. Livre.

Particularidades da vida dos jogadores de futebol, as dificuldades e esperanças e a estrutura econômica e política por trás do esporte.

Mediação: Prof. Dr. Rafael Hagemeyer (Departamento de História/Udesc)

 

Dia 02, sexta-feira, 19h, Grandes Diretoras

02 Destruir, disse elaRetrato Marguerite Duras

Destruir, disse ela

(Détruire Dit-Elle) de Marguerite Duras. França. 1969. 100min. Drama/Mistério. Sem classificação. Com Catherine Sellers, Michael Lonsdale, Henri Garcin e Nicole Hiss.

Um grupo de pessoas se encontra em um hotel de campo e passa a se relacionar de formas singulares.

Dia 05, segunda-feira, 19h, Cine Africano

05 Wend KuuniWend Kuuni

De Gaston Kaboré. Burkina Faso. 1983. 75min. Drama. Sem classificação. Com Serge Yanogo, Boucare Ouedraogo e Colette Kaboré.   

Um vendedor ambulante, ao cruzar a savana, encontra uma criança inconsciente e a deixa com uma família na vila mais próxima, dando-lhe o nome Wend Kuuni.

Dia 06, terça-feira, Cine Delas [Floripa]

06 Brave Miss WorldBrave Miss World

De Cecilia Peck. EUA, Israel, Itália, África do Sul. 2013. 88min. Documentário/Biografia. Sem classificação.

Jornada pessoal de Linor Abargil, Miss Israel, que foi violentada e utilizou da sua visibilidade para ajudar outras vítimas de violência.

06 BrancuraBrancura

De Giovana Zimermann. Brasil. 2016. 15min. Drama. 14 anos. Com Angélica Mahfuz, Eliane Carpes e Johny Bruckhoff.

Após violências sofridas na infância e na adolescência, Aimèe sublima sua sensualidade, entendendo-a como uma ameaça.

 

Dia 07, quarta-feira, ART 7

07 As SufragistasAs sufragistas

(Suffragette) de Sarah Gavron. Reino Unido. 2015. 106 min. Drama/Biografia. Sem classificação. Com  Carey Mulligan, Helena Bonham Carter e Meryl Streep.

História do grupo de mulheres britânicas que lutou pelo direito ao voto no início do Século XX.

Dia 08, quinta-feira, Ciclos Latinoamericanos: Peru

08 Contra CorrenteContracorrente

(Contracorriente) de Javier Fuentes-León. Peru, Colômbia, França, Alemanha. 2009. 97min. Drama. 14 anos. Com Cristian Mercado, Tatiana Astengo e Manolo Cardona.

Miguel é casado e está prestes a ser pai, mas o encontro com um pintor recém chegado na vila onde mora transforma sua vida.

Dia 09, sexta-feira, Sessão Divã

09 Uma Nova AmigaUma nova amiga

(Une nouvelle amie) de François Ozon. França. 2015. 107min. Drama. 16 anos. Com  Romain Duris, Anaïs

Demoustier e Raphaël Personnaz.

Quando Laura fica doente e morre, Claire se aproxima de seu marido, David e surpreende-se ao descobrir o segredo íntimo do viúvo.

Mediadores: Me. Taoana Padilha e Dr. Sérgio Scotti, psicanalistas.

Dia 12, segunda-feira, Ciclos Latinoamericanos: Peru

12 A PassageiraA passageira

(Magallanes) de Salvador del Solar. Peru, Argentina, Espanha. 2015. 109min. Drama. 14 anos. Com Damián Alcázar, Tatiana Astengo e Jairo Camargo.

A rotina de um motorista de táxi se transforma quando uma mulher de seu passado no exército peruano entra em seu carro.

 

Dia 13, terça-feira, Imagens Políticas

13 Arpilleras atingidas por barragens bordando a resistênciaArpilleras: atingidas por barragens bordando a resistência

De Coletivo de Mulheres Atingidas por Barragens (MAB). Brasil. 2017. 103min. Documentário. Livre.  

A história de luta das mulheres atingidas por barragens nas cinco regiões do país usando uma técnica de bordado vinda do legado das mulheres chilenas.

Mediação: Adriane Canan, jornalista, documentarista, roteirista, diretora e Rodrigo Timm Seferin, membro da coordenação estadual do MAB/SC.

 

Dia 14, quarta-feira, ART 7

14 Preciosa Uma história de esperançaPreciosa: Uma história de esperança

(Precious) de Lee Daniels. EUA. 2009. 110 min. Drama. Sem classificação. Com Gabourey Sidibe, Mo’Nique e Paula Patton.

A jornada de uma garota por um caminho com inúmeras adversidades, mas que nunca deixa de acreditar em um futuro melhor para si.

Dia 15, quinta-feira, Grandes Diretoras

15 As CriançasRetrato Marguerite Duras

As crianças

(Les enfants) de Marguerite Duras. França. 1985. 84min. Comédia. Sem classificação. Com Axel Bogousslavsky, Daniel Gélin e Tatiana Moukhine.

Ernesto tem 7 anos, mas a aparência de 40. Ele decide abandonar a escola por não querer que lhe ensinem coisas que desconhece, é incompreendido pela sociedade, mas recebe o apoio da família.

Dia 16, sexta-feira, Psicanálise vai ao Cinema

16 Gêmeos mórbida semelhançaGêmeos: mórbida semelhança

(Dead Ringers) de David Cronenberg. Canadá, EUA. 1988. 116min. Drama/Suspense. 16 anos. Com Jeremy Irons, Geneviève Bujold e Heidi von Palleske.

O encontro entre os gêmeos Beverly, Elliot e Claire promove alguns eventos inesperados e traz à tona uma sincronia mortífera.

Mediação: Maria Teresa Wendhausen, psicanalista, membro da Escola Brasileira de Psicanálise (EBC/SC) e Heitor Caramez Peixoto, doutorando em Literatura (UFSC).

 

Dia 19, segunda-feira, Cinema entre fronteiras

19 O Abraço da SerpenteO abraço da serpente

(El abrazo de la serpiente) de Ciro Guerra. Colômbia, Venezuela, Argentina. 2015. 125min. Aventura/Drama. 14 anos. Com Brionne Davis, Nilbio Torres e Antonio Bolívar.

A solidão de Karamakate, último sobrevivente de seu povo, é interrompida com chega ao seu esconderijo remoto Evan, um etnobotânico em busca de uma poderosa planta, capaz de ensinar a sonhar.

Dia 20, terça-feira, Cine Francês AF

20 Por aqui tão cedoPor aqui tão cedo

(Alda et Maria) de Maria Esperança Pascoal. Portugal. 2011. 94min. Drama. Sem classificação. Com Catarina Avelar, Elisabete Baldé e Willion Brandão.  

Verão de 1980. Alda e Maria chegam a Lisboa em fuga da Guerra Civil de Angola cheias de esperança no que o futuro lhes reserva.

Dia 21, quarta-feira, ART 7

21Cinco Graças

(Mustang) de Deniz Gamze Ergüven. Turquia, Alemanha, França. 2015. 97 min. Drama. Sem classificação. Com Güneş Nezihe Şensoy e Doğa Zeynep Doğuşlu.

Cinco irmãs de um vilarejo turco são punidas depois de brincarem com os meninos, ato considerado escandaloso pela avó das garotas.

Dia 22, quinta-feira, Cine Francês AF

22 Uma garrafa no mar de gazaUma garrafa no mar de gaza

(Une bouteille à la mer) de Thierry Binisti. Canadá, França, Israel. 2011. 100min. 12 anos. Drama. Com Agathe Bonitzer, Hiam Abbass e Mahmoud Shalaby.

Tal é uma jovem francesa que mora em Jerusalém com sua família. Após a explosão de um camicase num café do seu bairro, ela escreve uma carta a um palestino imaginário, exprimindo suas interrogações.

Dia 23, sexta-feira, FECHADO

Aniversário de Florianópolis

 

Dia 26, segunda-feira, 19h, Foco em Cinema

26 WavelengthWavelength

De Michael Snow. Canadá, EUA. 1967. 45min. Experimental. 12 anos. Com Hollis Frampton, Amy Taubin e Joyce Wieland.

A câmera filma uma sala predominantemente vazia, num lento zoom em direção a um quadro na parede, acompanhado de um som de frequência cada vez mais aguda.

26 O incrível homem que encolheuO incrível homem que encolheu

(The incredible shrinking man) de Jack Arnold. EUA. 1957. 81min. Ficção científica. 12 anos. Com Grant Williams, Randy Stuart e April Kent.

Durante um passeio de barco, Scott Carey é atingido por uma misteriosa nuvem de partículas brilhantes e começa a encolher diariamente.

Mediação: Bruno Andrade, crítico de cinema.

Dia 27, terça-feira, 19h, Foco em Cinema

27 StellarStellar

De Stan Brakhage. EUA. 1993. 3min. Experimental/ficção científica. 12 anos.

A visão artística do cosmos de Stan Brakhage.

 

 

27Duas ou três coisas que eu sei dela

(2 ou 3 choses que je sais d’elle) de Jean-Luc Godard. França. 1967. 87 min. Drama. 16 anos. Com Marina Vlady, Anny Duperey, Jean Narboni.

Um dia na vida de Juliette Jeanson, uma dona de casa que divide sua rotina entre os afazeres domésticos e a prostituição, intercalado com cenas da contemporaneidade parisiense.

Dia 28, quarta-feira, ART 7

28 Estrelas além do tempoEstrelas além do tempo

(Hidden Figures) de Theodore Melfi. EUA. 2016. 127 min. Drama/Biografia. Sem classificação. Com Taraji P. Henson, Octavia Spencer e Janelle Monáe.

História da equipe de cientistas da NASA, formada exclusivamente por mulheres afro-americanas que participaram ativamente na corrida espacial entre Estados Unidos e União Soviética.

Dia 29, quinta-feira, Grandes Diretoras

29 O Caminhão 1977Retrato Marguerite Duras

O caminhão

(Le camion) de Marguerite Duras. França. 1977. 76min. Drama. Sem classificação. Com Marguerite Duras e Gérard Depardieu.

Escritora lê para um ator o roteiro de um filme sobre uma mulher que pega carona com um motorista de caminhão.

Fevereiro

fevereiro

 

 

 

 

 

 

Edital de Exposições 2018

Inscrições até fevereiro de 2018.

O regulamento para a seleção 2018 de projetos para os espaços Fernando Beck e Espaço 2 está disponível em www.fundacaoculturalbadesc.com ou pode ser retirado na Casa.

 

OLHAR O DESENHO | FLÁVIA DUZZO

Abertura 22 de fevereiro, às 19h

Visitação até 22 de março, das 12h às 19h

A exposição coloca frente a frente trabalhos de duas fases distintas, com uma diferença de oito anos em sua elaboração. Apresentar essas obras em um mesmo espaço de exposição, lança para a própria artista o desafio de identificar as dissonâncias e afinidades entre elas. O pensamento sobre a linha e sobre o plano no desenho está posto. Fica a questão: que tipo de relação se poderia traçar, ou ainda, haveria algum tipo de recorrência nas etapas desse processo? Flávia Duzzo é doutora em artes visuais pela UFRGS, com pós-doutorado na UDESC.

 

HABITACULUNS, DE ALBERTINA PRATES  |  Curadoria Rosângela Cherem

Visitação até 22 de fevereiro de 2018, de segunda a sexta-feira, das 12h às 19h.

Três ambientes expositivos formam um só conjunto imagético, em que  pensar o vivido, o que herdamos e o que legaremos encontram uma consistência, fazendo suas as palavras de Martin Heidegger, para quem habitar é resguardar: somente os humanos são enquanto habitam sob este céu e sobre esta terra. E não seria este afinal o segredo que habitamos enquanto seguimos na ilusão de que é possível dominar a efemeridade e o caos, a disparidade e a desmesura de tudo que foi e seguirá sendo: o planeta, a vida da espécie e dos gêneros, o destino e o corpo de cada um e de todos os mortais?

 

MÁQUINAS DO ABISMO, DE ROGÉRIO NEGRÃO  |  Curadoria Franzoi

Visitação até 09 de fevereiro de 2018, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19h.

Objetos, vídeo, instalação sonora e máquinas imaginárias esboçadas em colagens extraídas de desenhos de patentes industriais do início do século XX, instalação de objetos, vídeo e instalação sonora. O processo consiste em conceber máquinas sensoriais, ativando e revelando os percursos do pensamento, os desvios, as variações que trazem à tona conexões inesperadas, impulsos para outros desvios e outras conexões. O que interessa não é construir a máquina mas permanecer no instante anterior à sua existência. Rogério Negrão é artista visual e designer de Joinville.

 

CINEMA

 

Ciclos Latinoamericanos

Terças-feiras, 06 e 27 às 19h

A proposta das sessões é a aproximação com o cinema contemporâneo na América Latina que se hibridiza nas relações entre a cultura popular e as influências internacionais. Nesta primeira edição serão exibidas duas ficções colombianas que tratam do imaginário popular, explorando relações que se dão em territórios economicamente prejudicados ao mesmo tempo.

 

Grandes Diretoras

Sextas-feiras, 02, 16 e 23 às 19h

Muitas mulheres dividiram espaço nos grandes estúdios e nos cenários underground do cinema mundial, porém poucas obtiveram o devido reconhecimento por suas obras. Apenas recentemente seus nomes vieram à tona e seus filmes estão sendo redescobertos como parte do rol de de clássicos. Em fevereiro, o Cineclube homenageia três destas diretoras: Ida Lupino, Liliana Cavani e Agnés Varda.

 

Lançamento de livro

Terra molhada, de Thalita Coelho

Dia 15, quinta-feira às 19h

A obra reúne poemas e prosas poéticas inspiradas em lutas políticas, afetivas e literárias pelo espaço e visibilidade da mulher lésbica. Thalita Coelho é escritora, professora de português e doutoranda em Teoria Literária.

 

CINECLUBE

 

Dia 01, quinta-feira, 19h, Especial Carnaval

01 Quando o Carnaval Chegar 2 (baixa)Quando o carnaval chegar

de Carlos Diegues. Brasil. 1972. 70 min. Musical. Sem classificação. Com Chico Buarque, Nara Leão e Maria Bethânia.

Empresário musical tenta reunir três artistas para um espetáculo em homenagem a um rei que chegará na cidade, mas logo percebe que não será uma tarefa muito fácil.

 

Dia 02, sexta-feira, 19h, Grandes Diretoras: Ida Lupino

02 O mundo odeia-me 2O mundo odeia-me

(The Hitch-Hiker) de Ida Lupino. EUA. 1953. 71 min. Filme noir.  Sem classificação. Com Edmond O’Brien, Frank Lovejoy e William Talman.

Dois pescadores dão carona a um desconhecido que os ameaça e obriga a levá-lo até o México.

 

Dia 05, segunda-feira, 19h, Cine Francês

05 A grande ilusãoA grande ilusão

(La grande illusion) de Jean Renoir. França. 1937. 113 min. Drama. Sem classificação. Com Jean Gabin, Dita Parlo e Pierre Fresnay.

Durante a I Guerra Mundial, dois soldados franceses são capturados por tropas alemãs. Após muitas tentativas de fuga eles são enviados para uma fortaleza impossível de se escapar.

 

Dia 06, terça-feira, 19h, Ciclos Latinoamericanos: Colômbia

06 As viagens do vento 2As viagens do vento

(Los viajes del viento) de Ciro Guerra. Colômbia/Alemanha/Argentina. 2009. 117 min. Drama, musical. Com Marciano Martínez, Yull Núñez e Agustin Nieves.

Um músico viaja por uma longa distância para devolver um instrumento para seu antigo professor.

 

Dia 07, quarta-feira, 19h, ART 7

dia 7Labirinto de mentiras

(Im Labyrinth des Schweigens) de Giulio Ricciarelli. Alemanha. 2014. 124 min. Histórico, Drama. Sem classificação. Com Alexander Fehling, André Szymanski e Friederike Becht.

Um ambicioso promotor público descobre que vários ex-nazistas voltaram à sua vida normal, sem nenhuma punição, e decide fazer tudo que for possível para levá-los à Justiça.

 

Dia 08, quinta-feira, 19h, Especial Carnaval

08 Carnaval AtlantidaCarnaval Atlântida

de Carlos Manga e José Carlos Burle. Brasil. 1952. 95 min. Chanchada. 10 anos. Com Oscrito, Grande Otelo e Cyl Farney.

Um estúdio está produzindo uma adaptação do clássico Helena de Tróia para o cinema, porém dois empregados pensam em transformar o épico numa comédia carnavalesca.

 

Dia 09, sexta-feira – Fechado para Carnaval

 

Dias 12 e 13, segunda e terça-feira – Fechado para Carnaval

 

Dia 14, quarta-feira, 19h, ART 7

14 A conversaçãoA conversação

(The conversation) de Francis Ford Coppola. EUA. 1974. 113 min. Suspense, drama. Sem classificação. Com Gene Hackman, John Cazale e Allen Garfield.

Especialista em escutas é contratado para gravar secretamente a conversa de um casal de amantes.

 

Dia 15, quinta-feira, 19h, Cine Delas [Floripa]

SESSÃO DE CURTAS*

15 Pele de MostroPele de monstro

de Barbara Maria. Brasil, MG. 2017. 20 min. Documentário. Sem classificação.

Relaciona racismo com filmes de terror produzidos nos anos 60.

 

15 Em Busca de LeliaEm busca de Lélia

de Beatriz Vieirah. Brasil, BA. 2010. 15 min. Documentário. Sem classificação.

Professora e antropóloga, protagonista na militância junto ao Movimento Negro nos anos 1970/1980.

 

15 AvessoAvesso

de Julia Morais. Brasil, BA. 2016. 9 min. Ficção. Sem classificação.

A vida de Tereza permeia temas como gênero, sexualidade, raça e empoderamento.

* Parceria Mostra das Minas e Ecoa Preta

 

Dia 16, sexta-feira, 19h, Grande Diretoras: Liliana Cavani

16 O porteiro da noiteO porteiro da noite

(Il portiere di notte) de Liliana Cavani. Itália. 1974. 118 min. Drama. Sem classificação. Com Dirk Bogarde, Charlotte Rampling e Philippe Leroy.

Lucia, sobrevivente de um campo de concentração nazista, encontra um antigo oficial que foi seu torturador.

 

Dia 19, segunda-feira, 19h, Foco em Cinema

19 Vampiros de almaVampiros de almas

(Invasion of the body snatchers) de Don Siegel. EUA. 1956. 80 min. Ficção científica. 14 anos. Com Kevin McCarthy, Dana Wynter e Carolyn Jones.

Um médico de pequena cidade descobre que a população da sua comunidade está sendo substituída por duplicatas alienígenas sem emoções.

Mediação: Bruno Andrade, crítico de cinema.

 

 

Dia 20, terça-feira, 19h, Foco em Cinema

20 Halloween IIIHalloween III: A noite das bruxas

(Halloween III: Season of the witch) de Tommy Lee Wallace. EUA. 1982. 98 min. Horror, mistério. 16 anos. Com Tom Atkins, Stacey Nelkin e Dan O’Herlihy.

Crianças em toda a América querem máscaras da empresa Silver Shamrock para o Halloween. O doutor Daniel Challis acaba investigando uma trama que envolve o dono da Silver Shamrock, Conal Cochran.

Mediação: Bruno Andrade, crítico de cinema.

 

Dia 21, quarta-feira, 19h, ART 7

21 O médico alemãoO médico alemão

(Wakolda) de Lucía Puenzo. Argentina. 2013. 94 min. Drama, histórico. Sem classificação. Com Alex Brendemühl, Natalia Oreiro e Diego Peretti.

Uma família argentina conhece um médico alemão enquanto atravessa o deserto da Patagônia. O médico é Josef Mengele, um cientista nazista que realizava experimentos com humanos em campos de concentração.

 

Dia 22, quinta-feira: Abertura exposição espaço 2

 

Dia 23, sexta-feira, 19h, Grande Diretoras: Agnes Varda

23 Os catadores e eu 2Os catadores e eu

(Les glaneurs et la glaneuse) de Agnés Varda. França. 2000. 82min. Documentário. Sem classificação.

No interior da França, a diretora acompanha as pessoas que vivem de restos após as colheitas, conversando com elas desde sobre fatos pessoais até sobre política.

 

Dia 26, segunda-feira, 19h, Cine Africano

26 Toula OuToula Ou, o espírito das águas

(Toula Ou le génie des eaux) de Moustapha Alassane e Anna Soehring. Niger/Alemanha. 1974. 72 min. Drama. 16 anos. Com Isaa Bania, Solange Delanne e Parfait Kondo.

Os deuses declararam a seca do país e para aplacar a sua ira, um homem sagrado convocado pelo rei exige o sacrifício de uma jovem mulher.

 

Dia 27, terça-feira, 19h, Ciclos Latinoamericanos: Colômbia

27 A terra e a sombraA terra e a sombra

(La tierra y la sombra) de César Augusto Acevedo. Colômbia/França. 2015. 97 min. Drama. 10 anos. Com Haimer Leal, Hilda Ruiz e Edison Raigosa.

Após 17 anos, um trabalhador de uma plantação de cana de açúcar volta para casa, conhece seu neto que está doente e tem de lidar com as dificuldades que a família está enfrentando.

 

Dia 28, quarta-feira, 19h, ART 7

28 A vida dos outrosA vida dos outros

(Das Leben der Anderen) de Florian Henckel von Donnersmarck. Alemanha. 2006. 138 min. Drama/Thriller. Sem classificação. Com Ulrich Mühe, Sebastian Koch e Martina Gedeck.

Suspeitos de infidelidade ao comunismo são vigiados por um capitão do serviço secreto, que fica fascinado pelas suas vidas.

 

Janeiro

Imagem para programação site

 

 

 

 

 

HABITACULUNS, DE ALBERTINA PRATES  |  Curadoria Rosângela Cherem

Visitação até 22 de fevereiro de 2018, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19h.

Três ambientes expositivos formam um só conjunto imagético, em que  pensar o vivido, o que herdamos e o que legaremos encontram uma consistência, fazendo suas as palavras de Martin Heidegger, para quem habitar é resguardar: somente os humanos são enquanto habitam sob este céu e sobre esta terra. E não seria este afinal o segredo que habitamos enquanto seguimos na ilusão de que é possível dominar a efemeridade e o caos, a disparidade e a desmesura de tudo que foi e seguirá sendo: o planeta, a vida da espécie e dos gêneros, o destino e o corpo de cada um e de todos os mortais?

 

MÁQUINAS DO ABISMO, DE ROGÉRIO NEGRÃO  |  Curadoria Franzoi

Visitação até 26 de janeiro de 2018, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19h.

Objetos, vídeo, instalação sonora e máquinas imaginárias esboçadas em colagens extraídas de desenhos de patentes industriais do início do século XX, instalação de objetos, vídeo e instalação sonora. O processo consiste em conceber máquinas sensoriais, ativando e revelando os percursos do pensamento, os desvios, as variações que trazem à tona conexões inesperadas, impulsos para outros desvios e outras conexões. O que interessa não é construir a máquina mas permanecer no instante anterior à sua existência. Rogério Negrão é artista visual e designer de Joinville.

 

Edital de Exposições 2018

Seleção de projetos para os espaços Fernando Beck e Espaço 2 para o ano de 2018. O regulamento está disponível em www.fundacaoculturalbadesc.com ou pode ser retirado na Casa.

 

CINEMA

 

Mostra de Animação AF

Segundas-feiras às 19h

Em parceria com a Aliança Francesa, o Cineclube inicia 2018 com uma seleção de longas e curtas-metragens de animação atuais que reúnem técnicas e temas diversos.

 

Destaques do Ano

Terças-feiras às 19h

Quatro filmes que foram destaques na programação do Cineclube em 2017 para quem perdeu ou quer revê-los.

 

Foco em cinema – Temática LGBT

25 e 26 de janeiro, às 19h

A modernidade e o classicismo possuem um mesmo ponto operacional que algumas de suas obras mais significativas compartilham. É assim que tanto Victor ou Victoria como Once More visam à síntese em oposição à fragmentação, sem renunciarem à independência e à heterogeneidade dos elementos dramáticos, rítmicos e visuais trabalhados pela realização.

Complementando essa mostra estão os filmes das sessões Cine Alemão e Sessão Curtas.

 

CINECLUBE

 

Dia 8, segunda feira, 19h, Mostra de Animação AF

8 - louise a beira marLouise à beira-mar

(Louise en hiver) de Jean-François Laguionie. França. 2016. 75min. Animação. Sem classificação. Com Diane Dassigny, Piera Degli Esposti e Dominique Frot.

Presa num resort após ter perdido o último trem de volta à civilização, Louise, mulher idosa, sobrevive com criatividade e tenacidade.

 

Dia 9, terça feira, 19h, Destaques do Ano

09 - tabuTabu

(Tabu: A story of the south seas) de F. W. Murnau. EUA. 1931. 86min. Drama. Sem classificação. Com Anne Chevalier, Matahi e Hitu.

O amor de um jovem casal é ameaçado quando o sacerdote declara a moça sagrada, portanto, Tabu.

 

Dia 10, quarta-feira, 19h, Art 7

10 - relatos selvagensRelatos Selvagens

(Relatos Selvajes) de Damián Szifron. Argentina. 2014. 122min. Drama. Sem classificação. Com Darío Grandinetti, María Marull e Mônica Villa.

Seis histórias curtas que exploram os extremos do comportamento humano em situações de estresse.

 

Dia 11, quinta-feira, 19h, Cine Africano

11- rumorRumor

(Tabataba) de Raymond Rajaonarivelo. Madagascar/França. 1988. 79 min. Drama/Ação. Sem classificação. Com Philippe Nahoun, François Botozandry e Lucien Dadakisy.

Madagascar (1947), um “estrangeiro” portador dos princípios do Movimento Democrático da Renovação Malagache (MDRM) trava um debate clandestino contra o regime colonial.

 

Dia 12, quinta-feira, 19h, Sessão Curtas

12 - un chant d'amourCanção de amor

(Un chant d’amour) de Jean Genet. França. 1950. 26min. Fantasia. Sem classificação. Com Bravo, Jean Genet e Java.

Dois prisioneiros, em isolamento total, separados por uma parede de cimento, buscam comunicar-se entre si.  

 

12Scorpio rising

De Kenneth Anger. EUA. 1963. 28min. Experimental. Sem classificação. Com Ernie Allo, Bruce Bryon e Frank Carifi.

Exército de motoqueiros gays nazistas fazem suas motocicletas roncarem e queimam o asfalto em busca de dor e prazer.

 

 

Blonde Cobra

De Ken Jacobs. EUA. 1963. 33min. Experimental. Sem classificação. Com Ken Jacobs e Jack Smith.

Homem se encara no espelho e põe sua vida em revisão.

 

Dia 15, segunda feira, 19h, Mostra de Animação AF

15 - a menina sem mãosA menina sem mãos

(La jeune fille sans mains) de Sébastien Laudenbach. França. 2016. 76min. Animação. Sem classificação. Com Anaïs Demoustier, Jérémie Elkaïm e Phillipe Laudenbach.

Passando por necessidade, ferreiro vende a alma da filha para o Diabo. Protegida por sua pureza, ela escapa, mas sem as mãos.

 

Dia 16, terça feira, 19h, Destaques do Ano

16 - a rua da vergonhaA rua da vergonha

(Akasen chitai) de Kenji Mizoguchi. Japão. 1956. 87min. Drama. Sem classificação. Com Machiko Kyo, Aiko Mimasu e Ayako Wakao.

A vida e luta cotidianas de prostitutas em um bordel em Tóquio.

 

 

 

Dia 17, quarta feira, 19h, Art 7

17 - dois irmãosDois Irmãos

(Dos hermanos) de Daniel Burman. Argentina. 2010. 105 min. Drama/Comédia. Sem classificação. Com Graciela Borges, Antonio Gasalla e Osmar Núñez

Eles precisam um do outro, mas não conseguem ficar juntos por muito tempo. Porém, quando sua mãe morre, eles terão que superar seus problemas.

 

Dia18, quinta-feira, 19h, Cine Delas [FLORIPA]

18 - no espelho de maya derenNo espelho de Maya Deren

(Im spiegel der Maya Deren) de Martina Kudlacek. Áustria/República Tcheca/Suíça/Alemanha. 2001. 103min. Documentário. Sem classificação.

Documentário sobre a vida e obra de Maya Deren, pioneira no cinema Avant-Garde dos anos 1940.

 

Dia 19, sexta-feira, 19h, Cine Alemão

19 - querelleQuerelle

De Rainer Fassbinder. Alemanha Ocidental/ França. 1982. 108min. Drama. 18 anos. Com Brad Davis, Franco Nero e Jeanne Moreau.

Marinheiro francês, Querelle chega à uma cidade portuária e passa a frequentar um bordel estranho.

 

 

Dia 22, segunda-feira, 19h, Mostra de Animação AF

22 - ayaAya

(Aya de Yopougon) de Marguerite Abouet e Clément Oubrerie. França. 2013. 84min. Sem classificação. Com Aïssa Maïga, Tella Kpomahou e Tatiana Rojo.

Histórias de amor em Yopougon, bairro na capital da Costa do Marfim.  

 

Dia 23, terça feira, 19h, Destaques do Ano

23 - ano do dragãoO ano do Dragão

(Year of the Dragon) de Michael Cimino. EUA. 1985. 134min. Policial. Sem classificação. Com Mickey Rourke, Arianne e John Lone.

Policial veterano do Vietnã declara guerra de um homem só ao crime organizado em Chinatown.

 

Dia 24, quarta-feira, 19h, Art 7

24 - o clãO Clã

(El Clan) de Pablo Trapero. Argentina/Espanha. 2015. 110 min. Suspense/Drama. Sem classificação. Com Guillermo Francella, Peter Lanzani, Lili Popovich

História real de uma família argentina de classe média alta que ficou conhecida na década de 1980 por sequestrar e matar pessoas.

 

Dia 25, quinta-feira, 19h, Foco em Cinema

25 - victor ou vitoriaVictor ou Vitoria

(Victor Victoria) de Blake Edwards. EUA. 1982. 134min. Comédia. Sem classificação. Com Julie Andrews, James Garner e Robert Preston.

Cantora soprano consegue trabalho fingindo ser homem, o que complica sua vida pessoal.

 

 

 

Dia 26, quinta-feira, 19h, Foco em Cinema

26 - encoreOnce more

De Paul Vechialli. França. 1988. 82min. Drama. Sem classificação. Com Jean-Louis Rolland, Florence Giorgetti e Pascale Rocard.

Homem decide se divorciar da esposa. Logo depois, se apaixona por um homem.

 

 

Dia 29, segunda feira, 19h, Mostra de Animação AF

29 - o melhor de annecy (tigres à la queue leu leu)O melhor de Annecy, 63 min.

Captain 3D, de Victor Haegelin. 2014. 4min.

Plato, de Leonard Cohen. 2011. 8min.

Tigres à la queue leu leu, de Benoît Chieux. 2014. 8min.

La moufle, de Clémentine Robach. 2014. 8min.

La petite casserole d’Anatole, de Eric Montchaud. 2014. 5min.

Ascension, de Caroline Domergue, Martin de Coudenhouve, Thomas Bourdis, Florian Vecchione e Colin Laubry. 2013. 6min.

La grosse bête, de Pierre-Luc Granjon. 2013. 6min.

5 mètres 80, de Nicolas Deveaux. 2013. 5min.

Premier Automne, de Aude Danset e Carlos de Carvalho. 2013. 10min.

Le jardin enchanté, de Viviane Karpp. 2011. 3min.

 

Dia 30, terça feira, 19h, Destaques do Ano

30 - europa 51Europa 51

De Roberto Rossellini. Itália. 1952. 118min. Drama. Sem classificação. Com Ingrid Bergman, Alexander Knox e Ettore Giannini.

Após suicídio de seu filho único, mulher burguesa decide dedicar sua vida à ajudar os menos afortunados, com consequências trágicas.

 

Dia 31, quarta-feira, 19h, Art 7

31Um Conto Chinês

(Un cuento chino) de Sebastián Borensztein. Argentina/Espanha. 2010. 100 min. Drama/Comédia. Sem classificação. Com Ricardo Darín, Ignacio Huang e Muriel Santa Ana.

O ranzinza Roberto vive de maneira metódica. Mas sua rotina muda quando um chinês que não fala uma palavra de espanhol aparece em seu caminho.

Blogspot Twitter