Fundação Badesc divulga vencedores do Edital 2014

março 10, 2014 | EDITAIS, Sem categoria

edital 2014 fcbadesc

Diversidade de linguagem, propostas que contribuem para ampliação de fronteiras das artes visuais e diálogo com o espaçoexpositivo foram os parâmetros norteadores dos jurados do Edital de Exposições Fernando Beck 2014 da Fundação Cultural Badesc.

A comissão julgadora foi formada por Daniele Zacarão, gestora cultural e artista, Fernando Boppré, historiador e curador; e Luciane Garcez, professora de história da arte (foto). Foram escolhidos seis projetos de exposições de artista e um de curador que serão realizadas ao longo deste ano.

M ar, da paulista Daniela Vicentini, um dos projetos de artista contemplados, trabalha com a técnica tradicional da aquarela, compondo com a delicadeza da lã a paisagem marítima; Mise en abyme, da gaúcha Ilca Barcellos, faz um exercício intuitivo usando cerâmica e tecido.

Metamórficas, do argentino Javier Di Benedictis, é um trabalho em película cinematográfica, aliando vídeo, fotografia e poemas; Coradjetiva, coletiva dos pintores José Maria Dias da Cruz (RJ), Flávia Tronca (RS) e Laura Villarosa (Itália), exercita a construtividade das cores.

Execute-se, do também paulista Jonas Esteves de Bem, explora questões relacionadas à arte e tecnologia, com proposições de maquinários, vídeo, desenho e um robô; e fechando os projetos de artista, Registros de uma quase infância, da portuguesa Tereza Luzio, que evoca a memória pela linguagem da performance, utilizando fotografia, vídeo e áudio.

O projeto de curadoria contemplado é Labarca – Efeito escotilha e superfície flutuante, de Pedro MC, de Florianópolis, que propõe um ciclo de filmagens a bordo de um barco nas baías da Ilha de Santa Catarina abordando noções de território e apropriação.

Labarca tem a participação dos artistas Diego de los Campos, Raquel Stolf e Letícia Cardoso, residentes em Florianópolis, e de três artistas de outros estados: Lia Letícia (Recife), Pedro Veneroso (Belo Horizonte) e Joana Corona (Curitiba).

Embora a maioria dos artistas seja natural de outras cidades, grande parte reside em Florianópolis, com exceção do paulista Jonas Esteves, que vive Criciúma, de Tereza Luzio (Portugal), de Laura Villarosa, italiana que mora no Rio de Janeiro, e de três dos seis convidados do projeto La Barca, que são de Pernambuco, Minas Gerais e Paraná.

AMPLIAÇÃO
O Edital de 2014 recebeu 82 projetos, exatamente o dobro de 2013, quando houve 41 propostas. Nesta edição de 2014, o edital foi ampliado de quatro para sete prêmios, com seis para projetos de artista e um para curador, modalidade recém-criada. Entre os concorrentes deste ano, houve 77 propostas de artista e cinco de curador. A premiação para projeto de artista é de R$ 1,2 mil e projeto de curador com R$ 2,4 mil, num total de R$ 9,6 mil

SELECIONADOS

Projeto de artista

– Coradjetiva, de José Maria Dias da Cruz, Flávia Tronca e Laura Villarosa (Florianópolis)
– Execute-se, de Jonas Esteves (Criciúma)
– M ar, de Daniela Vicentini (Florianópolis)
– Metamórficas, de Javier Di Benedictis (Florianópolis)
– Mise en abyme, de Ilca Barcellos (Florianópolis)
– Registros de uma quase infância, de Teresa Luzio (Portugal)

Projeto de curadoria

– Labarca, de Pedro MC (Florianópolis)

Tags:

Deixe seu comentário

Blogspot Twitter