Programação do Cineclube para janeiro de 2017

dezembro 21, 2016 | CINECLUBE

 

Dia 9, segunda-feira, 19h, Vida de Artista

09-cronica-de-anna-magdalena-bachCrônica de Anna Magdalena Bach

(Chronik der Anna Magdalena Bach) de Danièle Huillet e Jean-Marie Straub. Alemanha Ocidental, Itália. 1968. 94 min. Biografia. Sem classificação. Com Gustav Leonhardt, Christiane Lang e Paolo Carlini.

A vida de Johann Sebastian Bach narrada por sua segunda esposa, com diversos excertos de suas obras.

 

Dia 10, terça-feira, 19h, Cine Alemão

10-todos-os-outrosTodos os Outros

(Alle Anderen) de Maren Ade. Alemanha. 2009. 124 min. Drama. Sem classificação. Com Birgit Minichmayr, Lars Eidinger e Nicole Marischka.

Durante férias na Sardenha, dois jovens  fazem amizade com outro casal, o que os faz perceber questões mal-resolvidas de seu relacionamento.

 

Dia 11, quarta-feira, 19h, Art 7

11-investigacao-sobre-um-cidadao-acima-de-qualquer-suspeitaInvestigação sobre um Cidadão Acima de Qualquer Suspeita

(Indagine su un cittadino al di sopra di ogni sospetto) de Elio Petri. EUA. 1970. 112min. Drama, policial. 14 anos. Com Gian Maria Volonte, Florinda Bolkan e Massimo Foschi. Ciclo: Cinema Político.

Inspetor com fama de incorruptível mata a amante e testa se a polícia irá incriminá-lo, deixando pistas óbvias.

 

Dia 12, quinta-feira, 19h, Cine Aliança Francesa

12-o-batedor-de-carteirasO Batedor de Carteiras

(Pickpocket) de Robert Bresson. França. 1959. 75 min. Drama. Sem classificação. Com  Martin LaSalle, Marika Green e Jean Pélégri.

Jovem começa a realizar pequenos furtos para sobreviver e acaba por tornar-se um exímio batedor de carteiras. Seu talento lhe incentiva a desafiar a inteligência da polícia.

 

Dia 13, sexta-feira, 19h, Estreia

13-involucroInvólucro

de Caroline Oliveira. Brasil. 2015. 63 min. Documentário. 14 anos. Com Carol, Dudha, Astrid e Izabella.

Durante sua primeira gravidez, a diretora entrevista diferentes mulheres que optaram por não ter filhos.

Comentaristas: Adriane Canan –  formada em jornalismo e com mestrado em literatura pela UFSC. Trabalha em documentário em temas ligados às mulheres. O último documentário “Arpilleras: bordando a resistência”. trata de histórias de mulheres atingidas por barragens de todo o país; Paula Guimarães – Jornalista e idealizadora do Portal Catarinas. Gerencia o portal e faz coberturas jornalísticas sobre gênero, feminismos e direitos das mulheres.

Dia 16, segunda-feira, 19h, Vida de Artista

16-retrato-de-jennieO Retrato de Jennie

(Portrait of Jennie) de William Dieterle. EUA. 1948. 86 min. Drama, Romance. Sem classificaçã. Com Jennifer Jones, Joseph Cotten e Ethel Barrymore.

Artista conhece ao acaso uma misteriosa mulher que irá inspirar seu trabalho, mas ela lhe permanece inacessível.

 

Dia 17, terça-feira, 19h, Sessão Curtas

17-cidades-latinoamericanasCidades Latino-americanas

Valparaíso

(…A Valparaiso) de Joris Ivens. Chile, França. 1964. 28 min. Documentário. Sem classificação.

Descreve a cidade de Valparaíso, Chile, cujas escadas e funiculares marcam a geografia íngreme.

Brasília, Contradições de uma Cidade Nova

de Joaquim Pedro de Andrade. Brasil. 1968. 23 min. Documentário. Sem classificação.

Seis anos após a construção de Brasília, percebe-se o descompasso entre o ideal de seu projeto e o resultado real.

Saudações, Cubanos

(Salut les Cubains) de Agnès Varda. França, Cuba. 1963. 30 min. Documentário. Sem classificação. Com Michel Piccoli, Nelson Rodríguez e Agnès Varda.

Foto-montagem sobre a vida na capital cubana quatro anos após a Revolução.

Comentarista: Guilherme Llantada – Mestre em Urbanismo, História e Arquitetura da Cidade, professor do curso de Arquitetura da UNIVALI, fotógrafo de arquitetura.

 

Dia 18, quarta-feira, 19h, Art 7

18-sacco-e-vanzettiSacco e Vanzetti

(Sacco & Vanzetti) de Giuliano Montaldo. França, Itália. 1971. 120 min. Drama, policial, biografia. Sem classificação. Com Gian Maria Volonte, Cyril Cusac e Milo O’Shea. Ciclo: Cinema Político.

Julgamento de imigrantes italianos em Boston, por assassinato, ganha contornos políticos pela origem dos envolvidos.

 

Dia 19, quinta-feira, 19h, O Filme que Eu Gostaria de Ter Feito

19-anti-heroi-americanoAnti-Herói Americano

(American Splendor) de Shari Springer Berman. EUA. 2003. 101 min. Biografia, Drama. 14 anos. Com Paul Giamatti, Shari Springer Berman e Harvey Pekar.

Mistura entre ficção e realidade dramatiza a vida de Harvey Pekar, autor de histórias em quadrinhos .

 

Dia 20, sexta-feira, 19h, Estreia

15578391_1151093838342692_5341635863427347455_nTime Will Burn – O Rock Underground Brasileiro do Começo dos Anos 90

de Marko Panayotis e Otavio Sousa. Brasil. 2016. 80 min. Documentário. Livre. Com Banda Pin Ups, Fábio Massari e Gastão Moreira.

Um capítulo quase esquecido do rock brasileiro estrelado por Pin Ups, Killing Chainsaw e Second Come e que aconteceu entre o rock dos anos 80 (Titãs, Paralamas) e o da segunda metade dos 90 (Raimundos, Planet Hemp).

Comentaristas: Fabio Bianchini – banda Superbug e Cassim – bandas Magog, Bad Folks e Cassim & Barbária.

 

Dia 23, segunda-feira, 19h, Vida de Artista

23-van-goghVan Gogh

De Maurice Pialat. França. 1991. 158min. Drama. Sem classificação. Com Jacques Dutronc, Alexandra London e Bernard Le Coq.

Um exame da vida de Vincent Van Gogh, em seus últimos 67 dias de vida.

 

Dia 24, terça-feira, 19h, Cine Africano


24-andarilhos-do-deserto
Andarilhos do deserto

(El-haimoune) de Nacer Khemir. Tunísia, França. 1986. 95 min. Drama. 16 anos. Com Nacer Khemir, Soufiane Makni e Noureddine Kasbaoui.

Filme influenciado pelas histórias das Mil e Uma Noites: em uma escola no meio do deserto, figuras lendárias se materializam, crianças correm por labirintos, e o professor desaparece misteriosamente.

 

Dia 25, quarta-feira, 19h, Art 7

25A Classe Operária Vai ao Paraíso

(La Classe Operaia Va in Paradiso) de Elio Petri. Italia. 1971. 125 min. Drama. Sem classificação. Com Gian Maria Volonte, Mariangela Melato e Gino Pernice. Ciclo: Cinema Político

Operário exemplar que não participa de greves sindicais muda de postura ao sofrer acidente de trabalho.

 

Dia 26, quinta-feira, 19h, Foco em Cinema

26-testamento-mabuseO Testamento do Dr. Mabuse

(Das Testament des Dr. Mabuse) de Fritz Lang. Alemanha. 1933. 122 min. Crime, mistério. Sem classificação. Com Rudolf Klein-Rogge,  Otto Wernicke e Gustav Diessl.

Investigação policial leva a um único suspeito: um paciente preso em um hospital psiquiátrico.

Comentarista: Mauro PommerEx-professor do curso de Cinema da UFSC, jornalista, mestre em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e doutor em Cinema pela Universidade de Sorbonne (Paris).

 

Dia 27, sexta-feira, 19h, Foco em Cinema

27-1000-olhos-mabuseOs Mil Olhos do Dr. Mabuse

(Die 1000 Augen des Dr. Mabuse) de Fritz Lang. França, Itália, Alemanha Ocidental. 1960. 103 min. Crime, mistério. Sem classificação. Com Dawn Addams, Peter van Eyck e Gert Fröbe.

Fatos misteriosos, violentos e aleatórios parecem apontar apenas para uma coisa: teria o Dr Mabuse retornado dos mortos?

Comentarista: Bruno Andrade, Crítico e pesquisador. Colaborou para publicações nacionais e internacionais, em mídia impressa e online. Editor da Foco – Revista de Cinema.

 

Dia 30, segunda-feira, 19h, Vida de Artista

30-um-filme-para-nickUm Filme Para Nick

(Lightning Over Water) de Nicholas Ray, Wim Wenders. Suécia, Alemanha Ocidental. 1980. 91 min. Documentário. 12 anos. Com  Gerry Bamman, Ronee Blakley e Pierre Cottrell.

Nicholas Ray, grande diretor americano, deseja fazer um último filme antes de morrer. Acompanhamos o planejamento para as filmagens durante seus dias finais de vida.

Comentaristas: André Barcellos, Lucian Chaussard, Thiago Santana e Vitor Vianna, integrantes do podcast de cinema A Conversação – http://aconversacao.tumblr.com.

 

Dia 31, terça-feira, 19h, Sessão Catarina

31-sessao-catarinaO Mundo da Nóia – por trás da pedra a realidade que ninguém vê

de Vinícius Billy e Luiz F. F. Machado. Brasil. 2016. 37 min. Documentário. Sem classificação.

A o consumo de crack no município de Laguna é o ponto de partida para abordar essa problemática com depoimentos de profissionais, familiares e viciados.

Redução é a Chibata – uma reflexão sobre a redução da maioridade penal no Brasil

De Luiz F. F. Machado. Brasil. 2016. 28 min. Documentário. Sem classificação.

Analisa a possibilidade da redução da maioridade penal, projeto de Emenda Constitucional que tramita no Senado.

Tags:

Deixe seu comentário

Blogspot Twitter