CINECLUBE OUTUBRO

PROGRAMAÇÃO

 

Certos amigos, de  Jhonatan Matos e Luiz Maffei

Dia 1, quarta-feira, 19h, Sessão Especial

Certos amigos

De Jhonatan Matos e Luis Maffei. Brasil, 2013. 91min. Documentário. 12 anos.

Filme registra a vida e obra de Daniel Lucena, músico e compositor mais gravado em Santa Catarina.

Convidados: Jhonatan Matos e Luis Maffei, diretores.

 

 

Rendas no ar, Sandra Alves(3)

Dia 2, quinta-feira, 19h, ESTREIA

Rendas no ar

De Sandra Alves. Brasil, 2013. 88min. Drama.14 anos.

Supostamente louca e depauperada de seus bens, mulher vive através de sua poesia no final do século 19 na antiga cidade de Desterro.

Convidada: Sandra Alves, diretora.

 

 

Kini e Adams, de Idrissa Ouedraogo

Dia 3, sexta-feira, 19h, Cine Africano

Kini e Adams

(Kini and Adams) De Idrissa Ouedraogo. Burkina Faso/França, 1997. 93min. Drama. 16 anos.

Dois pobres amigos que vivem em uma comunidade rural lutam para consertar o carro velho que lhes pode levar a uma vida melhor.

Convidado: Sílvio Marcus S. Correa, prof. e coordenador do Laboratório de Ensino em História da África (LEHAf).

 

 


Berlin 1885, A Divisão da África

Dia 6, segunda-feira, 19h, Cine Francês

Berlin 1885, A Divisão da África

(Berlin 1885 la ruee sur l’afrique) De Joel Calmettes. França/Bélgica, 2010. 85min. Documentário ficcional. 16 anos.

Diplomatas do mundo ocidental determinam o futuro do continente africano, dividindo-o em áreas de influência sem que nenhum cidadão africano fosse consultado.

 


Tese sobre um homicídio, de Hernán Goldfried

Dia 7, terça-feira, 19h, Mostra Cine Argentino

Tese sobre um homicídio

(Tesis sobre un homicidio) De Hernán Goldfried. Argentina/Espanha, 2013. 106min. Suspense. 12 anos. Com Ricardo Darín, Natalia Santiago, Alberto Ammann.

Professor de direito fica obcecado por assassinato possivelmente cometido por um de seus alunos.

 

Potiche, de  François Ozon

Dia 8, quarta-feira, 19h, ART 7/Mostra Comédia Francesa

Potiche, Esposa Troféu

(Potiche) De François Ozon. França/Bélgica, 2010. 103min. Comédia. 12 anos. Com Catherine Deneuve, Gérard Depardieu, Fabrice Luchini.

Dona de casa assume o comando da empresa na ausência do marido, mostrando mais competência.

 

 

Dia 09, quinta-feira, 19h, Imagens Políticas

Um Dia Nublado: Crônica de um final de Semana

De Rafael Rosa Hagemeyer. Brasil, 2014. 95min. Documentário. Livre.

Metalúrgicos dispostos em continuar o movimento grevista, diante da intransigência do governo e dos patrões, à vespera da ditadura militar.

Convidado: Rafael Rosa Hagemeyer, diretor.

 


Como água para chocolate, de Alfonso Arau 

 

Dia 10, sexta-feira, 19h, Sessão Divã

Como água para chocolate

(Como agua para chocolate) De Alfonso Arau. México, 1992. 113min. 14 anos. Com Marco Leonardi, Lumi Cavazos, Regina Torné.

Moça é vítima de uma tradição local em que a filha mais nova não pode se casar para que cuide da mãe até sua morte.

Convidadas: Isabela Karina Santos e Michele Olinger Brofman, psicanalistas.

 


Pernamcubanos,De Nilton Pereira 2

Dia 13, segunda-feira, 19h, Sessão especial

Pernamcubanos

De Nilton Pereira. Brasil/Cuba, 2012. 73min. Livre.

Similaridades culturais, musicais e religiosas entre dois espaços de matrizes africanas: Cuba e Pernambuco.

 

Dois irmão, de Daniel Burman.jpg2

Dia 14, terça-feira, 19h, Mostra Cine Argentino

Dois Irmãos

(Dos hermanos) De Daniel Burman. Argentina, 2010. 105min. Comédia. 14 anos. Com Graciela Borges, Osmar Núñez, Rita Cortese.

Após a morte da mãe, velho casal de irmãos em pé de guerra tenta seguir cada um o seu caminho, mas não conseguem sair um da vida do outro.

 

 

O pequeno Nicolau,De Laurent Tirard

Dia 15, quarta-feira, 19h, Art 7/Mostra Comédia Francesa

O pequeno Nicolau

(Le petit Nicolas) De Laurent Tirard. França, 2009. 91min. Comédia. Livre. Com Maxime Godart, Valérie Lemercier, Kad Merad.

Garoto acredita que sua mãe está grávida e entra em pânico, pois pensa que assim que o bebê nascer ele não mais receberá atenção e será abandonado na floresta.

 


Quando sinto que já sei, Antonio Sagrado Lovato, Raul Perez e Anderson Lima

Dia 16, quinta-feira, 19h, Cine Educação

Quando sinto que já sei

De Antonio Sagrado Lovato, Raul Perez e Anderson Lima. Brasil, 2014. 75min. Documentário. Livre.

Depoimentos de pais, estudantes, educadores e profissionais de diversas áreas sobre a necessidade de mudança no modelo da educação tradicional.

 


FISHERKING-SPTI-09.tif

Dia 17, sexta-feira, 19h, Psicanálise vai ao Cinema

O pescador de ilusões

(The Fisher King) De Terry Gilliam. EUA, 1991. 137min. 12 anos. Com Jeff Bridges, Robin Williams, Adam Bryant.

Radialista arrogante e com a carreira arruinada é salvo por um professor louco e sem-teto.

Convidada: Carolina Maia Scofield, psicanalista.

 

 Bom trabalho3

Dia 20, segunda-feira, 19h, Cine Francês

Bom trabalho

(Beau travail) De Claire Denis. França, 1999. 93min. Drama. 12 anos. Com Denis Lavant, Michel Subor, Grégoire Colin.

Frustrado, repressor e violento oficial da Legião Estrangeira entra em conflito com novo recruta, castigando-o.

 

 

Infancia Clandestina, Benjamín Ávila-2

Dia 21, terça-feira, 19h, Mostra Cine Argentino

Infância Clandestina

(Infancia clandestina) De Benjamín Ávila. Argentina/Espanha/Brasil, 2012. Drama. 112min. 14 anos. Com Natalia Oreiro, Ernesto Alterio, César Troncoso.

Menino vive clandestinamente com outro nome, assim como seus pais e tio. Na escola descobre o amor que também tem de manter em sigilo.

 

Tanguy, de Etienne Chatilie

Dia 22, quarta-feira, 19h, ART 7/ Mostra Comédia Francesa

Tanguy

De Étienne Chatiliez. França, 2001. 108min. Comédia. 14 anos. Com Sabine Azéma, André Dussolier, Éric Berger, Hélèle Duc.

Aos 28 anos, jovem vive com a família e não pretende sair de casa, mas seus pais tentam fazê-lo alçar voo.

 

O que resta do tempo, Elia Suleiman2

Dia 23, quinta-feira, 19h, Cine Árabe

O que resta do tempo

(The time that remains) De Elia Suleiman. França/Palestina, 2009. Comédia. 105min. 14 anos. Com Ali Suliman, Elia Suleiman, Saleh Bakri.

Cotidiano dos “árabes israelenses”, que optaram por permanecer em sua terra natal e, desta forma, passaram a integrar a minoria local.

 

 

A máquina do tempo, Simon Wells.jpg2

Dia 24, sexta-feira, 19h, Cinema, chá e cultura

A máquina do tempo

(The time machine) De Simon Wells. EUA, 2002. Ficção científica. 96min. 14 anos. Com  Guy Pearce, Yancey Arias, Mark Addy.

Na esperança de alterar os acontecimentos do passado, um inventor viaja para o futuro, onde encontra a humanidade dividida entre duas raças rivais.

Convidado: Marcelo Giraldi, professor do IFSC e doutorando em física da UFSC.

 

 

Pina, wim wenders2

Dia 27, segunda-feira, 19h, Cine Alemão

Pina

De Wim Wenders. Alemanha, 2011. Documentário. 103min. 12 anos. Com Pina Bausch, Regina Advento, Malou Airaudo.

Ode à coreógrafa alemã Pina Bausch com dançarinos executando suas criações mais famosas.

 

 

Um conto chinês

Dia 28, terça-feira, Mostra Cine Argentino

Um conto chinês

(Un cuento chino) De Sebastián Borensztein. Argentina/Espanha, 2011. Comédia. 93min. 12 anos. Com Ricardo Darín, Muriel Santa Ana, Ignacio Huang.

Rabugento dono de uma casa de ferragens precisa ajudar um chinês em apuros que não fala uma palavra em espanhol.

 

 

Os nomes do amor, de Michel Leclerc2

Dia 29, quarta-feira, 19h, ART 7/ Mostra Comédia Francesa

Os nomes do amor

(Le Nom des Gens) De Michel Leclerc. França, 2010. Comédia. 100min. 14 anos. Com Jacques Gamblin, Sara Forestier, Zinedine Soualem, Carole Franck.

Uma jovem ativista dispõe-se a dormir com seus adversários políticos para convertê-los às suas teorias.

 

 

Holy motors, de Leo Carax

Dia 30, quinta-feira, 19h, Cine Sesc

Holy Motors

De Leos Carax. França/Alemanha, 2012. 116min. Drama. 14 anos. Com Denis Lavant, Edith Scob, Eva Mendes.

Um homem solitário transita por Paris em busca da beleza do movimento, das mulheres e dos fantasmas de sua vida.

 

 

Nós que não envelheceremos juntos, de Marcel Pialat.jpg2

Dia 31, sexta-feira, 19h, O filme que eu gostaria de ter feito

Nós não envelheceremos juntos

(Nous ne vieillirons pas ensemble) De Maurice Pialat. França/Itália, 1972. Drama. 115min. 18 anos. Com Marlène Jobert, Jean Yanne, Christine Fabréga.

Diretor de cinema indeciso e insatisfeito mantém uma intensa relação extraconjugal que se transforma numa lenta e dolorosa ruptura.

Convidado: Marlon Krüger, graduado em cinema e mestrando em literatura pela UFSC.

Compartilhe este post: