Exposição Mise en abyme, de Ilca Barcellos

Mise en Abyme, Ilca Barcellos (8), reduzidaA Fundação Cultural Badesc abre nesta quinta-feira, 24 de abril, às 19 horas, a exposição Mise em abyme, de Ilca Barcellos. A mostra exibe um conjunto de objetos elaborados com tecido, poliéster e cerâmica que apresentam inúmeras possibilidades de composição.

 

Nesta primeira exposição do ano do edital de Exposições Fernando Beck 2014 da Fundação, a artista selecionada propõe uma relação simbiótica que é enfatizada pela interação imprevisível entre os materiais utilizados e suas formas. As peças de cerâmica branca foram modeladas à mão e possuem vários pontos de contato, denominados de garras.

 

A partir das garras e dos volumes criados com tecido, também branco, a artista expõe suas formas híbridas que se procriam, livres de suporte, e invadem o espaço expositivo. A composição estabelece a tensão da desordem. O termo francês Mise em abyme costuma ser traduzido como narrativa em abismo. Foi usado pela primeira vez por André Gide ao falar sobre as narrativas que contêm outras narrativas dentro de si.

 

“Ilca desenvolveu, ao longo dos anos, uma prolífica produção marcada por características visuais que remetem à proliferação aparentemente desordenada da natureza. Suas esculturas em cerâmica apresentam, tanto em sua fatura como em sua condição de representação, o movimento obsessivo das procriações incessantes dos seres vivos”, escreve o artista Fernando Lindote no texto de apresentação da mostra.

 

Natural de Pelotas (RS), Ilca é formada em biologia e lecionou a matéria até 2005 na UFSC.

 

O quê: abertura da exposição Mise en abyme, de Ilca Barcellos. Quando: abertura 24 de abril, quinta-feira, às 19h. Visitação até 22 de maio, de segunda a sexta, das 12h às 19h. Onde: Fundação Cultural Badesc. Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro, Florianópolis. Quanto: gratuito.

Compartilhe este post: