Fundação Badesc abre Topografia da Alma

Ele estudou economia, turismo, filosofia e cinema. Trabalhou como publicitário, foi dono de bar, vendedor ambulante, fez estampas para camisetas e resolveu largar tudo e tirar fotos do que via. Com um telefone celular em mãos e um olhar diferenciado, saiu a fotografar pessoas e momentos. Ao retornar ao Brasil, organizou tudo e lançou o fotolivro Topografia da Alma, que tem parte das imagens ampliadas e disponíveis ao público de 12 de março à 17 de abril no Espaço 2 da Fundação Cultural Badesc.

As fotos tiradas em segredo e que instigam pensamentos e reflexões coletivas são de Radji Schucman. Em Topografias da Alma, o observador pode compartilhar do olhar de Radji sobre imagens que gosta de registrar sem saber o porque mas que o atraem pela realidade cotidiana e a solidão, tanto humana quanto urbana. O conjunto de quase 100 fotografias reúne fotos registradas entre 2012 e 2013, no Brasil, Europa, Marrocos e Turquia.

“Rasgos de fina ironia crítica perpassa boa parte do conjunto das fotografias. Uma ironia delicada e elegante que apenas é uma pelica da luva que aponta e critica. Nisto a foto ganha em intensidade poética indiscutível”, diz a artista visual Doraci Girrulat, no texto de abertura do fotolivro.

Radji Schucman nasceu na Índia e mora em Florianópolis, onde recentemente voltou a fazer estampas para camisetas.

O quê: abertura da exposição e lançamento do fotolivro Topografia da Alma, de Radji Schucman. Quando: 12 de março, quinta-feira, às 19h – Visitação até 17 de abril, de segunda a sexta-feira, das 12h às 19h. Onde: Espaço 2 da Fundação Cultural Badesc – Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro, Florianópolis. Fone 3224-8846. Quanto: entrada gratuita –

Compartilhe este post: