Música afroindígena e latino-americana é tema de live promovida pela Fundação Cultural BADESC

Ariana Silva, pesquisadora e doutoranda em história, é a convidada do encontro virtual que acontece no dia 4 de novembro
Ariana Silva, pesquisadora e doutoranda em história, é a convidada do encontro virtual que acontece no dia 4 de novembro  – crédito Divulgação

Na quarta-feira, dia 4 de novembro, a doutoranda em História pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) Ariana Silva, participa do encontro virtual promovido pela Fundação Cultural BADESC. Nesta segunda edição do projeto A história entre imagens e sons, Ariana vai falar sobre a Decolonialidade e música: produções das raperas afroindígenas latino-americanas.

O encontro é gratuito e pode ser acompanhado a partir das 19h30 pela plataforma Microsoft Teams. Para participar, basta acessar o link: http://bit.ly/encontrosvirtuaisfcb

A palestra faz parte da série de oito encontros virtuais intitulados A história entre imagens e os sons, promovidos em parceria com o Laboratório de Imagem e Som e o Programa de Pós-Graduação em História da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), conta com a coordenação do Prof. Dr. Rogério Rosa.

Os eventos semanais seguem até o dia 16 de dezembro de 2020, e são sempre realizados nas quartas-feiras, no horário das 19h30. Cada encontro terá a participação de um convidado com o objetivo de debater sobre uma temática em destaque. 

No dia 11 de novembro, o Professor PhD da Universidade Federal Fluminense, Viktor Chagas, aborda o tema Memes, da sociobiologia à comunicação, da comunicação à pandemia.

Sobre Ariana Silva

Doutoranda em História pelo Programa de Pós Graduação em História da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Bacharela em Relações Internacionais e Comércio Exterior pela Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Bacharela em História – América Latina pela Universidade Federal da Integração Latino Americana (UNILA). Mestra em Estudos Interdisciplinares Sobre a Mulher pela Universidade Federal da Bahia (NEIM/UFBA). Membra da Feminaria Musical – grupo de pesquisa e experimentos sonoros. Membra do Grupo de Estudos Multidisciplinares em Urbanismos e Arquiteturas do Sul – MALOCA. Membra do Programa A Cor da Bahia. Trabalho principalmente com os seguintes temas: mulheres negras, rap, lesbianidade, etnomusicologia, teoria decolonial, feminismos, América Latina e representação.

Sobre Rogério Rosa

Professor do ensino superior desde 2001, Rogério Rosa atualmente leciona na Udesc, credenciado como docente de História e vice coordenador do Programa de Pós-Graduação em História do Tempo Presente. Eleito presidente da ANPUH-SC (Associação Nacional de História seção Santa Catarina) para gestão de 2018-2020 e Membro do Corpo Editorial como Editor da Seção Fonte da Revista História, Ciências, Saúde – Manguinhos para os anos 2019-2022, atualmente coordena o Laboratório de Imagem e Som (LIS) da FAED/UDESC.  Desenvolve pesquisas na área de história e cultura política e visual, relações entre história e literatura, história da historiografia e movimentos sociais. Suas pesquisas tem como foco conflito rebelde ocorrido no sul do Brasil conhecido como Guerra do Contestado. 

Serviço: Encontro virtual sobre música afroindígena latino-americana com a pesquisadora e doutoranda em história Ariana Silva 

Data: 4 de novembro – quarta-feira
Horário: 19h30
Local: Plataforma online Microsoft Teams (http://bit.ly/encontrosvirtuaisfcb).


Compartilhe este post: